Discuta aqui bocha, curling, boliche e outros esportes!

 Farofas
  •  103030 posts
  •  16/01/2013, 19:04
     

    Avatar do usuário

    Cheia de rios em região argentina interrompe etapa do Rally Dakar para carros

    Imagem

    A direção do Rally Dakar decidiu interromper as provas de carros e caminhões da 11ª etapa, disputada nesta quarta-feira entre as cidades argentinas de La Rioja e Fiambalá, no primeiro posto de controle (quilômetro 83), devido à cheia de alguns rios que atravessam o percurso.

    "Devido à deterioração das condições meteorológicas além do previsto, as águas que atravessam o percurso nesta quarta-feira tiveram uma grande cheia", informou a organização do rali, que analisa as próximas medidas a serem tomadas.

    Até o quilômetro 83, o líder da prova era o americano Robby Gordon (Hummer), seguido pelo francês Ronan Chabot (SMG) e o argentino Lúcio Álvarez (Toyota). Já o francês Stéphane Peterhansel (Mini), líder da classificação geral, estava em sexto.

     Farofas
  •  103030 posts
  •  16/01/2013, 19:05
     

    Avatar do usuário

    Caselli vence 11ª etapa, mas Després ainda é o líder entre as motos


    Imagem


    Nesta quarta-feira foi disputada a 11ª etapa do Rally Dakar 2013, com percurso de 221km cronometrados para motos e quadriciclos, entre as cidades de La Rioja e Fiambalá, na Argentina. E, entre as máquinas de duas rodas, o grande vencedor da especial foi o norte-americano Kurt Caselli, que fechou o trecho em 2h55min01s.

    Logo depois do piloto da KTM, veio o português Paulo Gonçalves, da Husqvarna, que cruzou a linha de chegada 4min45s depois do líder. O francês Cyril Després, um dos principais cotados ao título do maior rali do planeta, chegou em terceiro, a 6min24s do ponteiro.

    Fechando o grupo dos cinco primeiros entre as motos vieram o espanhol Joan Pedrero, que terminou o percurso 10min18s depois de Caselli, e o chileno Francisco ‘Chaleco’ López, quinto posicionado nesta quarta, com 10min51s de desvantagem em relação ao norte-americano.

    Com o resultado desta 11ª etapa do Dakar, Després mantém a liderança na classificação geral das motos, com tempo total de 33h48min29s e vantagem de 13min16s em relação ao português Ruben Faria, que chegou em décimo nesta quarta-feira. ‘Chaleco’ López é o atual terceiro colocado, com 18min08 a mais de tempo do que o francês da KTM.

    Smith vence nos quadriciclos – O dia de disputas entre os quadriciclos não foi fácil e muitos dos competidores enfrentaram um dia complicado. Assim, o australiano Paul Smith foi o mais rápido da especial e completou o trecho no tempo de 3h46min04s.

    Logo depois do piloto da Honda, dois argentinos com quadris da Yamaha completaram o grupo dos três primeiros. Gastón González e Marcos Patronelli foram o segundo e terceiro colocados, respectivamente, chegando 4min18s e 5min42s depois do ponteiro.

    Apesar de não ter vencido a 11ª etapa, Patronelli segue firme e forte rumo ao título e já tem 1h50min22s de folga em relação ao chileno Ignacio Casale, que ficou somente em oitavo no percurso entre La Rioja e Fiambalá. Em terceiro na classificação geral está o polonês Rafal Sonik, que ficou somente em 13º nesta quarta, e agora está com 2h46min59s de desvantagem em relação a Marcos Patronelli.

    A 12ª etapa do Dakar, que será disputada nesta quinta-feira, terá 319 km de trecho cronometrado e 396 km de deslocamento. O percurso será entre as cidades de Fiambalá, na Argentina, e Copiapó, no Chile.

     empate com gols no Camp Nou
  •  4323 posts
  •  17/01/2013, 17:31
     

    Avatar do usuário

    Brasileiro lidera 12ª etapa do Dakar, mas organização interrompe prova após forte chuva

    Imagem


    "Reinaldo Varela esteve muito próximo de fazer história, sendo o primeiro brasileiro a vencer uma etapa do Rally Dakar, mas ainda não foi dessa vez. Varela foi o mais rápido entre os competidores de UTVs na etapa de hoje do Dakar 2013, a exemplo do que ocorreu sábado, também marcada por chuvas torrenciais que levaram os organizadores a interromper a prova por medida de segurança. Duas enxurradas no km 69 e no km 85 foram os motivos para a decisão tomada quando o brasileiro do Divino Fogão Rally Team já tinha marcado o tempo de 30m25 entre o local da largada de hoje e o primeiro way point, referência que indica os pontos de passagem e controle aos competidores.

    Nesse trecho o segundo melhor tempo foi marcado pelos adversários diretos de Varela na luta pelo terceiro lugar entre os UTVs. Para o mesmo percurso a dupla formada pelo chileno Francisco Lopez Balart e pelo argentino Sebástian Vergnolle gastou exatos 37m20 com um Can-Am Commander igual ao pilotado pelo campeão mundial de rally cross country (categoria T2).

    "Particularmente não foi a melhor decisão para o nosso lado, mas não há o que discutir: as condições de segurança indicavam que essa decisão era correta e esse quesito deve sempre prevalecer", comentou Reinaldo, que a exemplo dos demais concorrentes completou o percurso em comboio. Nesta quinta-feira (17) Varela se prepara para uma jornada que vai levar os concorrentes pelos contrastes oferecidos pelo topo da Cordilheira dos Andes e o deserto de Atacama.

    "O caminho proposto pela organização da prova nos levará pela estrada que passa pelo Parque de las Tres Cruces, onde se encontra o vulcão mais alto do mundo, a 6.879 metros altitude, e termina em pleno deserto. Sem dúvida vou suar bastante nessa jornada…", comentou o piloto do Commander #422. A prova especial inicia após um deslocamento de 392 km desde Fiambalá e após cruzar a fronteira com o Chile nas proximidades do Salar de Maricunga, na Serra de Sán Miguel."

    A programação dos próximos dias, com suas respectivas distâncias de deslocamento, prova especial e total, é a seguinte:

    17/1 - Fiambalá/Copiapó (ARG/CHI), 396+319= 715 km
    18/1 - Copiapó/La Serena (CHI), 294+441= 735 km
    19/1 - La Serena/Santiago (CHI), 502+128= 630 km
    20/1- Santiago (CHI) - Entrega de prêmios"


    :(

     Farofas
  •  103030 posts
  •  18/01/2013, 02:26
     

    Avatar do usuário

    Rally Dakar 2013 – 12ª etapa motos: Frans Verhoeven é o mais rápido, Cyril Despres garante sua vantagem

    Imagem

    O holandês Frans Verhoeven (Yamaha YZF 450 Rally) foi o vencedor 12ª etapa do Rally Dakar 2013, disputada nesta quinta-feira, dia 17/01, entre as cidades de Fiambalá, na Argentina, e Copiapó, no Chile.

    A etapa teve um total de 715 km, iniciados com um deslocamento de 396 para cruzar as Cordilheira do Andes e chegar o Chile, reencontrando o deserto do Atacama numa longa especial de 319 km, com vários tipos de dunas, peras e pistas de areia.

    O francês Cyril Despres (KTM 450 Rally) e seu fiel escudeiro e companheiro de equipe, o português Rubem Faria, líder e vice-líder da prova respectivamente, já conhecem a região das quatro edições anteriores disputas na América do Sul. Sabendo das dificuldades, os dois trataram de fazer uma corrida estratégica, protegendo-se do chileno Francisco Lopes (KTM 450 Rally), terceiro colocado no acumulado, que é sempre muito rápido quando acelera na sua terra natal.

    Com os líderes tendo maior cautela para evitar os grandes erros de navegação, o caminho ficou livre para Verhoeven, que largou em 12º e pode “farejar” os rastros dos pilotos à frente, ficando mais confiante para acelerar. Esta foi sua quarta vitória numa especial do Dakar, a anterior aconteceu em 2011. Faria que largou na 10ª posição, também se deu bem, já encontrando a rota marcada, terminando o dia com o segundo tempo mais rápido. O espanhol Joan Barreda (Husqvarna 450 RR Rally), que quase não largou devido a um forte tombo na etapa anterior, foi o terceiro colocado na etapa.

    A estratégia de Despres e Faria funcionou perfeitamente. O francês, que defende o título de 2012, continua tranquilo na ponta, e Faria conseguiu aumentar em três minutos sua vantagem para Lopes.

    Jean de Azevedo (KTM 450 Rally) fez a 25ª colocação.

    Classificação geral após a 12ª etapa (extraoficial):

    1 – Cyril Despres (KTM 450 Rally): 37:46:59
    2 – Rubem Faria (KTM 450 Rally): + 00:05:39
    3 – Francisco Lopes (KTM 450 Rally): + 00:13:40
    4 – Ivan Jakes (KTM 450 Rally): + 00:20:16
    5 – Jaun Pedrero (KTM 450 Rally): + 00:41:14

    22 – Jean de Azevedo (KTM 450 Rally): + 04:40:23

     Farofas
  •  103030 posts
  •  18/01/2013, 20:01
     

    Avatar do usuário

    13ª etapa motos: 1º Francisco Lopes, 2º Despres que mantém a liderança


    Imagem

    O chileno Francisco Lopes (KTM 450 Rally) já mostrou que correndo em casa sempre é um dos mais rápidos. Nesta 13ª e penúltima etapa do Rally Dakar 2013 ele foi o primeiro a cruzar a linha de chegada e vencedor da especial disputada nesta sexta-feira, dia 18/01, entre as cidades de Copiapó e La Serena, no Chile.

    A etapa teve um total de 735 km, sendo 441 km de especial e 294 km de deslocamentos. A neblina que é rotineira na região foi um pequeno desafio adicional. O início da especial foi marcado por muita areia e dunas, depois mudando para pistas mais largas com muitas pedras.

    A primeira parte da especial teve o americano Kurt Caselli (KTM 450 Rally) sendo o mais rápido. Líder do rally, o francês Cyril Despres (KTM 450 Rally) era o segundo, seguido do chileno Francisco Lopes (KTM 450 Rally). O português Rubem Faria (KTM 450 Rally) perdeu algum terreno e colocava em risco a segunda colocação na geral.

    Na segunda parte da especial Caelli teve problemas. Lopes continuou forte e forçou Despres a vir junto, já que no geral a vantagem do francês não era tão confortável. Lopes deu tudo o que podia e cruzou a linha de chagada com 14min27 de vantagem para Rubem Faria, subindo para a segunda colocação na geral.

    Foram minutos de suspense até a chegada de Despres que perdeu 5min25 para Lopes na etapa, mas preservou o mais importante, a liderança do Dakar. Despres tem 8min15 de vantagem para Lopes.

    O português Paulo Gonçalves (Husqvarna 450 RR Rally) ficou com a terceira colocação na especial.

    Jean Azevedo (KTM 450 Rally) foi o 20º na especial.

    Classificação geral após a 13ª etapa (extraoficial):

    1 – Cyril Despres (KTM 450 Rally): 41:37:18
    2 – Francisco Lopes (KTM 450 Rally): + 00:08:15
    3 – Rubem Faria (KTM 450 Rally): + 00:14:41
    4 – Ivan Jakes (KTM 450 Rally): + 00:24:45
    5 – Jaun Pedrero (KTM 450 Rally): + 00:43:31

    21 – Jean de Azevedo (KTM 450 Rally): + 04:57:19

    Neste sábado, dia 19/01, será disputada a 14ª e última etapa do Rally Dakar 2013, entre as cidades de La Serena e Santiago, no Chile. Ela terá 626 km, sendo 346 km de especial e 280 km de deslocamentos.

     Farofas
  •  103030 posts
  •  18/01/2013, 20:04
     

    Avatar do usuário

    13ª etapa carros: Vitória de Robby Gordon, Peterhansel confortável na ponta

    Imagem

    O americano Robby Gordon (Hummer) conquistou mais uma etapa no Rally Dakar 2013. Ele foi o mais rápido na 13ª e penúltima etapa do Rally Dakar 2013, disputada nesta sexta-feira, dia 18/01. A rota ligou as cidades Copiapó a La Serena, no Chile.

    A organização preparou um percurso de 735 km, sendo 361 km da especial e 294 km de deslocamentos. O trecho cronometrado começou numa região de areia e dunas, para depois mudar para um cenário de pistas mais rápidas com muitas pedras.

    O começo da especial teve uma batalha entre o americano Robby Gordon (Hummer) e o argentino Orlando Terranova (BMW X3). Robby Gordon levou a melhor na primeira parte, antes de uma neutralização de 63 km. O francês Stéphane Peterhansel (Mini) e o sul-africano Giniel De Villiers (Toyota), respectivamente primeiro e segundo colocados na geral seguiam de perto, mantendo o foco no resultado final.

    Na segunda parte de pistas mais velozes, Gordon disparou. O francês Guerlain Chicherit (Buggy SMG V8) fez o segundo melhor tempo. Terranova foi o terceiro.

    Peterhansel preferiu não correr o risco de ver um raio cair no mesmo lugar duas vezes, ele já perdeu um Dakar devido a um acidente na penúltima etapa - na edição de 2003, no histórico Marselha - Sharm El Sheikh, ele colidiu contra uma pedra e furou o radiador do Mitsubishi MPR. Tranquilo com uma larga vantagem, o “Mister Dakar” fez o nono tempo, enquanto De Villiers foi o quarto colocado.

    Após 13 etapas Peterhansel segue seguro na liderança, De Villiers é o segundo e Roma (Mini) sofreu no início da etapa e acabou perdendo a terceira colocação para seu companheiro de equipe, o russo Leonid Novistkiy.

    Classificação geral após a 13ª etapa (extraoficial):

    1 – Stéphane Peterhansel / Jean-Paul Cottret (Mini): 36:44:46
    2 – Giniel De Villiers / Dirk Von Zitzewitz (Toyota): + 00:44:38
    3 - Leonid Novistkiy / Konstantin Zhiltsov (Mini): + 01:29:31
    4 – Nani Roma / Michel Perrin (Mini): + 01:40:26
    5 – Orlando Terranova / Pablo Fiuza (BMW X3): + 01:52:40

     aqui na cidade de borussia
  •  17980 posts
  •  19/01/2013, 14:24
     

    Avatar do usuário

    última etapa em andamento

     aqui na cidade de borussia
  •  17980 posts
  •  19/01/2013, 16:42
     

    Avatar do usuário

    Despres campeão nas motos e Patronelli nos quadriciclos.

    Imagem

     aqui na cidade de borussia
  •  17980 posts
  •  19/01/2013, 17:37
     

    Avatar do usuário

    Peterhansel não chegou ainda :chocado:

    Imagem

     aqui na cidade de borussia
  •  17980 posts
  •  19/01/2013, 17:56
     

    Avatar do usuário

    chegou em 9* lugar

     aqui na cidade de borussia
  •  17980 posts
  •  19/01/2013, 18:30
     

    Avatar do usuário

    acabou

    Imagem

     aqui na cidade de borussia
  •  17980 posts
  •  12/01/2014, 12:06
     

    Avatar do usuário

    morreu mais um ontem.

    é a terceira morte só na edição desse ano.

    Imagem

    R.I.P.

     aqui na cidade de borussia
  •  17980 posts
  •  12/01/2014, 12:09
     

    Avatar do usuário

    o percurso esse ano ficou bem mais difícil

    Imagem

     Farofas
  •  103030 posts
  •  29/12/2014, 21:48
     

    Avatar do usuário

    Rally Dakar 2015: Mudança na lista de brasileiros, Maykel Justo foi substituído por Eduardo Sachs

    Imagem

    Em cima do laço, o navegador brasileiro Maykel Justo foi substituído pelo compatriota Eduardo Sachs, que formará dupla com o piloto português Ricardo Leal, a bordo do Nissan Navara V8 na categoria carros.

    Os outros brasileiros que disputarão a 37ª edição do Rally Dakar, entre 4 e 17 de janeiro de 2015, na Argentina, Chile e Bolívia, continua a mesma. Serão quatro veículos levando a nossa bandeira. Além de Eduardo Sachs que fará sua estreia, o Brasil será representado na categoria carros pela dupla Guilherme Spinelli e Youssef Haddad (Mitsubishi ASX Racing Turbo Diesel), nas motos, Jean Azevedo com a Honda CRF 450 Rally, e o também estreante André Suguita, com um Can-Am Renegade nos quadriciclos.

    Com menos de uma semana para o início das atividades em Buenos Aires (ARG), palco das verificações técnicas e administrativas, nos dias 1 e 2, e da largada promocional, no cartão postal Casa Rosada, no dia 3, a alteração ocorreu em razão de um compromisso profissional de Maykel marcado há poucos dias. Ele atua na área comercial de uma empresa de usinagem. "Acabou de aparecer uma oportunidade na minha empresa e não poderia deixá-la passar. É uma frustação muito grande não correr o Dakar, mas sei que terei uma nova chance e também estarei bem representado", conta o paulista, de 35 anos, que iria disputar o seu oitavo Dakar.


    Novo integrante da equipe BAMP, sigla que significa Brasil, África, Moçambique e Portugal, em um projeto que reúne estrutura, pilotos e equipe dos quatro países, o também brasileiro Eduardo Sachs fará seu primeiro Dakar. Apesar do desafio inédito que terá pela frente, percorrendo mais de nove mil quilômetros por três países, Sachs tem vasta experiência em competições off-road. No currículo, são várias provas nacionais e internacionais, em terrenos de Portugal, Emirados Árabes, Hungria, Itália e Espanha. Atualmente, ele é diretor-técnico do Rally dos Sertões, principal prova da modalidade no país.

    "Foi uma loucura. Um convite de última hora, mas aceitei no mesmo instante e recebi o incentivo de toda à família e amigos. Estava me programando para ir à praia, mas agora vou para a Argentina. É engraçado. Sempre bati na trave, mas finalmente vou realizar o meu sonho, que é disputar o Dakar", revela.

    Correndo contra o tempo para se entrosar com o piloto Ricardo Legal e com o modelo Nissan Navara V8, o brasileiro desembarca nesta segunda-feira, dia 29, na Argentina. Tudo para ter detalhes do equipamento e já trocar informações com mecânicos e novo parceiro. "Estive reunido com o Maykel e ele me deu várias dicas, como parte mecânica do carro, o formato das planilhas de navegação e como eles trabalham", comenta Du, que não esconde a ansiedade. "Por mais experiência que você tenha, dá sempre um frio na barriga. Ainda mais com um Dakar. Mas sei das minhas condições e estou bastante animado para ajudar a equipe", complementa.


    Programação Dakar 2015

    01 a 03/01 - Verificações técnicas e administrativas - Buenos Aires (ARG)

    03/01 - Largada promocional - Buenos Aires (ARG)
    04/01 - 1ª etapa - Buenos Aires (ARG) - Villa Carlos Paz (ARG)
    05/01 - 2ª etapa - Villa Carlos Paz (ARG) - San Juan (ARG)
    06/01 - 3ª etapa - San Juan (ARG) - Chilecito (ARG)
    07/01 - 4ª etapa - Chilecito (ARG) - Copiapó (CHI)
    08/01 - 5ª etapa - Copiapó (CHI) - Antofagasta (CHI)
    09/01 - 6ª etapa - Antofagasta (CHI) - Iquique (CHI)
    10/01 - Dia de descanso para motos/quadris
    7ª etapa - Iquique (CHI) - Uyuni (BOL) para carros
    7ª etapa - Iquique (CHI) - Acampamento maratona para caminhões
    11/01 - 7ª etapa - Iquique (CHI) - Uyuni (BOL) para motos/quadris
    8ª etapa - Uyuni (BOL) - Iquique (CHI) para carros
    8ª etapa - Acampamento Maratona - Iquique (CHI) para caminhões
    12/01 - 8ª etapa - Uyuni (BOL) - Iquique (CHI) para motos/quadris
    Dia de descanso para carros/caminhões
    13/01 - 9ª etapa - Iquique (CHI) - Calama (CHI)
    14/01 - 10ª etapa - Calama (CHI) - Salta (ARG)
    15/01 - 11ª etapa - Salta (ARG) - Termas de Rio Hondo (ARG)
    16/01 - 12ª etapa - Termas de Rio Hondo (ARG) - Rosário (ARG)
    17/01 - 13ª etapa - Rosario (ARG) - Buenos Aires (ARG)

     Farofas
  •  103030 posts
  •  20/01/2015, 00:38
     

    Avatar do usuário

    acabou ontem. nem tive tempo de acompanhar a edição desse ano :chorar: :chorar:

    Imagem

    Rally Dakar acaba com vitória de Catar nos carros e Espanha nas motos

    Imagem

    Neste sábado (17), o motociclista espanhol Marc Coma ganhou pela quinta vez a 7ª edição sul-americana do Rally Dakar com sua KTM, cruzando a linha de chegada da 13ª e última etapa especial em Baradero, na Argentina, ao norte de Buenos Aires, depois de passar pelo Chile e Bolívia.

    Vencedor em 2006, 2009, 2011, 2014 e 2015, o catalão de 38 anos se igualou aos campeões franceses Français Cyril Neveu et Cyril Desprès. O português Paulo Gonçalves, da Honda, levou o segundo lugar e o australiano Toby Price, também da KTM, o terceiro.

    O destaque dessa temporada foi a performance da jovem motociclista espanhola Laia Sanz, de 29 anos, que ficou com o nono lugar na classificação geral. Este foi o melhor resultado obtido por uma mulher na categoria em um Dacar.

    Imagem

    Jean Azevedo, único piloto brasileiro competindo pela Honda South American Rally Team, não conseguiu subir ao pódio.

    Carros

    O piloto do Catar, Nasser Al-Attiyah, (na foto ao lado do co-piloto, o francês Mathieu Baumel) abocanhou o seu segunto título na categoria carros.

    Na liderança desde a segunda etapa ao volante de sua Mini, ele esmagou os rivais, conquistando cinco vitórias em 13 etapas.

    O francês Giniel de Villiers e o co-piloto alemão Dirk von Zitzewitz ficaram em segundo com a pick-up Toyota, e a dupla do polonês Krzysztof Holowczyc e do francês Xavier Panseri, também com uma Mini, ficou com a terceira posição.

    Caminhões e quads

    Na categoria dos caminhões, os russos Airat Mardeev, Aydar Belyaev e Dmitriy Svistunov conquistaram o título, seguidos pelos conterrâneos Eduard Nikolaev, Evgeny Yakovlev e Ruslan Akhmadeev, em segundo lugar, e Andrey Karginov, Andrey Mokeev e Igor Leonov, em terceiro.

    Nos quads, o polonês Rafal Sonik, da Yamaha, ficou com o título, seguido pelo argentino Jeremia Gonzalez Ferioli, também da Yamaha, e o boliviano Walter Nosiglia, da Honda.

    Brasil no Rally Dakar 2016?

    O Dakar 2015 mal terminou e as articulações para a próxima edição já começaram. Argentina e Chile ainda não confirmaram a participação e têm até o fim de março próximo para definir se continuam ou não. O diretor do Rali, Etienne Lavigne, em entrevista ao jornal francês Aujourd'Hui en France deste sábado, informou que está sondando o Peru, por suas paisagens excepcionais, e não descarta o sul do Brasil "onde poderíamos fazer coisas interessantes", disse Lavigne.

     Farofas
  •  103030 posts
  •  08/01/2018, 15:21
     

    Avatar do usuário

    começou bem o Dakarzão

     Farofas
  •  103030 posts
  •  08/01/2018, 15:21
     

    Avatar do usuário

     Farofas
  •  103030 posts
  •  21/01/2018, 12:36
     

    Avatar do usuário

    Imagem Imagem

    MENSAGENS RECENTES

    Facebook

    https://twitter.com/nandouro/status/9639218181[…]

    Parece que a Adidas quer ficar só com o Fla[…]

    I think this might be photoshopped https://www.in[…]

    Ainda tenho certeza que o assessor de imprensa do […]



    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012