Discuta as notícias e acompanhe os campeonatos do bom e velho futebol
  • 1
  • 247
  • 248
  • 249
  • 250
  • 251
  • 385

 Piccolo_san
  •  28238 posts
  •  19/05/2017, 17:42
     

    Avatar do usuário

    hartygs escreveu: Na verdade acaba sendo uma punição indireta ao Palmeiras, pois pra gente seria melhor que o Penarol ganhasse o último jogo.

    Pro Penarol fica apenas o prejuízo financeiro em um jogo enquanto o Palmeiras foi punido em 3 :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper:
    Nós saimos no prejuízo de uma forma ou de outra. Incrível como a conmebol lambe esses times de países falidos enquanto fode com os Brasileiros que sempre dão muita grana para esses viados.

     Clotilde
  •  12307 posts
  •  19/05/2017, 17:55
     

    Avatar do usuário

    Nota Oficial
    Maurício Galiotte, presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras
    19/05/2017 - 17h45

    Tendo em vista a definição e divulgação dos julgamentos da Conmebol sobre os incidentes relacionados à partida contra o Peñarol, a Sociedade Esportiva Palmeiras vem a público esclarecer que:

    1 – O sentimento é de total indignação e revolta com a falta de critério adotada pela Conmebol em relação às punições aplicadas para os dois clubes e seus atletas.

    2 – Beira o ridículo o entendimento que o Peñarol, clube responsável pela segurança da partida e que não cumpriu com sua função, receba uma pena menor do que a do Palmeiras, cujo time e torcida foram vítimas de uma clara e evidente emboscada, além de outros crimes. Vale lembrar que, a despeito do clima tenso, a segurança feita no Allianz Parque por quase 600 profissionais foi capaz de zerar qualquer tipo de incidente no jogo de ida contra o Peñarol, ao contrário dos ínfimos e despreparados 60 seguranças particulares contratados pelo clube uruguaio para o jogo de volta.

    3 – O Comitê Disciplinar da Conmebol, de maneira míope, preferiu apontar sua avaliação baseada nas consequências e não nas causas dos acontecimentos.

    4 – O Palmeiras reitera o que tem afirmado desde o primeiro momento ainda no estádio em Montevidéu: o clube e seus jogadores são vítimas e não causadores dos incidentes após a partida. Provamos para a Conmebol, através de um vasto conjunto de vídeos, fotos e depoimentos, o que realmente aconteceu naquele jogo. Pelo resultado do julgamento, parece que critérios técnicos não foram levados em consideração, o que é completamente inadmissível e incoerente. É inaceitável que um atleta do Palmeiras seja punido por ter se defendido de uma tentativa clara de agressão e que sua torcida, que foi claramente acuada, agredida e alvo de manifestações racistas, seja impedida de acompanhar o time na competição.

    5 – O Departamento Jurídico do Palmeiras está preparando recursos contestando as punições aplicadas ao jogador Felipe Melo e ao clube e os apresentará à Conmebol no início da própria semana.

    6 – A Sociedade Esportiva Palmeiras vai buscar fazer justiça. O clube não admite outro posicionamento do Comitê Disciplinar da Conmebol que não seja a revisão de sua decisão e o julgamento do assunto levando em consideração apenas critérios técnicos.

     Rules
  •  27885 posts
  •  19/05/2017, 17:59
     

    Avatar do usuário

    Não tem como apelar na FIFA isso aí?

     Salieri
  •  18365 posts
  •  19/05/2017, 18:43
     

    Avatar do usuário

    O "engraçado" é que até o pessoal que era pra cuidar da segurança lá no Uruguai tava jogando coisa na torcida do Palmeiras (não lembro direito da situação toda, mas lembro que tem uma hora que um deles joga uma cadeira no meio da torcida do Palmeiras), e quem sofre a maior punição é a gente. O Palmeiras simplesmente não pode aceitar isso, mas pena que a CBF é outra merda e não vai comprar briga provavelmente.

     X-MAN
  •  12713 posts
  •  19/05/2017, 18:48
     

    Avatar do usuário

    Deram a 12 pro Juninho. WTF

     Introspectivo
  •  18867 posts
  •  19/05/2017, 18:51
     

    Avatar do usuário

    Li que a 12 foi para o Mayke e o Juninho iria ficar com a 4

     X-MAN
  •  12713 posts
  •  19/05/2017, 18:53
     

    Avatar do usuário

    Introspectivo escreveu: Li que a 12 foi para o Mayke e o Juninho iria ficar com a 4
    Ah sim pro mayke. Mais WTF ainda

     Belic
  •  2250 posts
  •  19/05/2017, 19:21
     

    Avatar do usuário

    Palmeirense é chato e patetico demais, ta louco :lolsuper:
    A menina for ver os comentários vai chorar no canto do quarto

     Piccolo_san
  •  28238 posts
  •  19/05/2017, 19:34
     

    Avatar do usuário

    Belic escreveu:Palmeirense é chato e patetico demais, ta louco super:
    A menina for ver os comentários vai chorar no canto do quarto

    O mais engraçado é que os que estão reclamando são os homens enquanto as mulheres apoiam ela.

    Tudo viadao.

    Enviado de meu XT1635-02 usando Tapatalk

     Hankey
  •  81712 posts
  •  19/05/2017, 21:19
     

    Avatar do usuário

    Vings, o Bibassauro das Chamas escreveu: ue

    vai dizer que vcs n sabem quem ele é?

    :lol:
    eu n

     Hankey
  •  81712 posts
  •  19/05/2017, 21:21
     

    Avatar do usuário

     Piccolo_san
  •  28238 posts
  •  19/05/2017, 21:21
     

    Avatar do usuário

    Hankey escreveu: delicinha mesmo, @Piccolo_san tinha razão

    Mas pode chorar

    http://revistaquem.globo.com/Entrevista ... idade.html
    Vegana? :?
    Sobre não querer namorar tudo bem. Só queria passar a calabresa nela :gamado:

     Clotilde
  •  12307 posts
  •  19/05/2017, 21:48
     

    Avatar do usuário

    Imagem

     Clotilde
  •  12307 posts
  •  20/05/2017, 02:30
     

    Avatar do usuário

    luciano paciello, diretor financeiro do palmeiras

    Primeiramente, voltando a 2013, a receita era de um nível muito diferente do que se tem hoje. O que a gente definiu lá atrás era o que queríamos dentro de dois, quatro, seis, oito anos. Um plano para que a gente chegasse hoje. Me recordo de uma conversa que tive com o Paulo Nobre (ex-presidente). Disse a ele: 'Paulo, nós vamos precisar de seis a oito anos para por tudo isso, se der certo, não fazermos muita coisa errada, no trilho'. Não estava muito errado. O Paulo ficou quatro anos. Estamos no quinto ano dessa continuidade de gestão e as coisas aconteceram.

    Quem tem receita estrutural, como o Palmeiras tem, uma arena muito forte, uma torcida engajada, receita recorrente e uma certa pulverização, diversificação que a gente entende que hoje está razoável, mas pode melhorar, tende a ter muito mais sucesso no campo esportivo do que outros times que não atuarem nessa situação. Nós temos a receita do sócio Avanti, que em 2013 nós criamos quase um produto novo. Existia um produto até então muito mal utilizado. Gerou uma fonte de receita que muita gente internamente não acreditava que poderia gerar e que, por sua vez, foi visto valor junto aos torcedores e hoje ele representa junto com bilheteria um valor muito interessante em nosso portfólio de receita.

    Agora, o que é importante frisar é: primeiro, não vai ser da noite para o dia e, segundo, (somente manteremos) se a gente continuar trabalhando, engajando torcedor, seja por time competitivo, ações que esse torcedor vejam valor. Também não adianta você ter cliente que não vê muito interesse em estar investindo de alguma forma os seus reais vindo de dois anos de crise e recessão (se não valer a pena). O Palmeiras é a maior média de público do Brasileiro com o ticket mais alto. É o que todo mundo gostaria de ter nos seus clubes. Na semana passada, tínhamos 25 mil ingressos vendidos para o jogo uma semana antes. Se você trabalhar ali no dia a dia e conseguir cativar isso, realmente o beneficio vem.

    Concordo que Palmeiras e Flamengo, nas suas áreas, atuando do jeito que estão, continuando com a receita que é recorrente - o Palmeiras nunca trabalha com venda de jogador, sempre vai ser upside no negócio -, irão fazer a coisa acontecer. Se mantiver esses três pilares entre arena, bilheteria e patrocínio bastante forte e recorrente, não há clube que sobreviva sem.

    http://espn.uol.com.br/noticia/695804_p ... s-dos-dois

     Belic
  •  2250 posts
  •  20/05/2017, 10:02
     

    Avatar do usuário

    Clotilde escreveu: luciano paciello, diretor financeiro do palmeiras

    Primeiramente, voltando a 2013, a receita era de um nível muito diferente do que se tem hoje. O que a gente definiu lá atrás era o que queríamos dentro de dois, quatro, seis, oito anos. Um plano para que a gente chegasse hoje. Me recordo de uma conversa que tive com o Paulo Nobre (ex-presidente). Disse a ele: 'Paulo, nós vamos precisar de seis a oito anos para por tudo isso, se der certo, não fazermos muita coisa errada, no trilho'. Não estava muito errado. O Paulo ficou quatro anos. Estamos no quinto ano dessa continuidade de gestão e as coisas aconteceram.

    Quem tem receita estrutural, como o Palmeiras tem, uma arena muito forte, uma torcida engajada, receita recorrente e uma certa pulverização, diversificação que a gente entende que hoje está razoável, mas pode melhorar, tende a ter muito mais sucesso no campo esportivo do que outros times que não atuarem nessa situação. Nós temos a receita do sócio Avanti, que em 2013 nós criamos quase um produto novo. Existia um produto até então muito mal utilizado. Gerou uma fonte de receita que muita gente internamente não acreditava que poderia gerar e que, por sua vez, foi visto valor junto aos torcedores e hoje ele representa junto com bilheteria um valor muito interessante em nosso portfólio de receita.

    Agora, o que é importante frisar é: primeiro, não vai ser da noite para o dia e, segundo, (somente manteremos) se a gente continuar trabalhando, engajando torcedor, seja por time competitivo, ações que esse torcedor vejam valor. Também não adianta você ter cliente que não vê muito interesse em estar investindo de alguma forma os seus reais vindo de dois anos de crise e recessão (se não valer a pena). O Palmeiras é a maior média de público do Brasileiro com o ticket mais alto. É o que todo mundo gostaria de ter nos seus clubes. Na semana passada, tínhamos 25 mil ingressos vendidos para o jogo uma semana antes. Se você trabalhar ali no dia a dia e conseguir cativar isso, realmente o beneficio vem.

    Concordo que Palmeiras e Flamengo, nas suas áreas, atuando do jeito que estão, continuando com a receita que é recorrente - o Palmeiras nunca trabalha com venda de jogador, sempre vai ser upside no negócio -, irão fazer a coisa acontecer. Se mantiver esses três pilares entre arena, bilheteria e patrocínio bastante forte e recorrente, não há clube que sobreviva sem.

    http://espn.uol.com.br/noticia/695804_p ... s-dos-dois
    No fim sabemos que tudo isso é balela, clubes no Brasil é rondado por urubus e gente desonesta, basta entrar um Tirone da vida e pronto, anos de trabalho indo para o buraco.
    No Palmeiras isso é ainda mais frágil já que não mudaram o estatuto, estamos a mercê da sorte. No Flamengo ainda conseguiram mudar, dirigente lá que fizer merda será responsabilizado

     Introspectivo
  •  18867 posts
  •  20/05/2017, 10:44
     

    Avatar do usuário

    Uma pena o Nobre não ter tido força politica suficiente para mudar o estatuto.

    Com o Mustafá mandando na porra toda fica quase impossivel.

     Rules
  •  27885 posts
  •  20/05/2017, 11:45
     

    Avatar do usuário

    o jogo hj contra a chape nao vai passar ne?
    link plz

     Hankey
  •  81712 posts
  •  20/05/2017, 15:33
     

    Avatar do usuário

     Hankey
  •  81712 posts
  •  20/05/2017, 15:35
     

    Avatar do usuário

    • 1
    • 247
    • 248
    • 249
    • 250
    • 251
    • 385

    MENSAGENS RECENTES

    CNH digital é aprovada pelo Contran e c[…]

    Saindo do Brasil

    Sério que tem muito nego do forum quere[…]

    não tá longe o dia que vão up[…]

    to no top 10 ao vivo :) rsrsrsrs



    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012