Discuta as notícias e acompanhe os campeonatos do bom e velho futebol
  • 1
  • 296
  • 297
  • 298
  • 299
  • 300

 Farofas
  •  101116 posts
  •  31/12/2017, 11:41
     

    Avatar do usuário

     Farofas
  •  101116 posts
  •  31/12/2017, 12:18
     

    Avatar do usuário



    :chorar3: :chorar3: :chorar3: :chorar3:

     Bom Caráter
  •  3975 posts
  •  01/01/2018, 11:19
     

    Avatar do usuário

    Na China já é 2018! Hulk passa virada de ano ao lado de Oscar e Elkeson
    Jogadores do Shanghai SIPG comemoram chegada do novo ano do outro lado do mundo. Eles já deram início a pré-temporada e buscam o primeiro título no clube chinês

    ulk, Oscar e Elkeson já estão comemorando a chegada de 2018. Os jogadores do Shanghai SIPG se reuniram para a festa de réveillon, em Xangai, na China. O fuso horário do país é de 11 horas a mais em relação ao Brasil. Um desejo do trio no novo ano que se inicia é a conquista do primeiro título deles atuando pelo clube.

    - Que seja um 2018 abençoado, de saúde e de muitos títulos para nós - afirmou Hulk.
    Imagem
    Hulk ao lado de Oscar durante virada de ano na China (Foto: Arquivo Pessoal)
    O Shanghai SIPG ficou no quase na luta por títulos neste ano. Terminou em segundo lugar no Campeonato Chinês e foi vice-campeão da Copa da China. Além disso, foi eliminado na semifinal na Liga dos Campeões da Ásia.

    - O nosso time é muito jovem e não tinha disputado nenhuma final ainda. Quando chegou, talvez isso tenha pesado um pouco, mas no próximo ano, estaremos bem mais fortes e maduros - disse o camisa 10 do Shanghai SIPG em entrevista recente ao GloboEsporte.com.

    O trio deu início à pré-temporada no Shanghai SIPG na última sexta-feira e teve que lhe dar com o frio encarando uma temperatura na casa dos 6ºc.
    Imagem
    Oscar junto com Elkeson na festa de réveillon (Foto: Reprodução/Instagram)

    https://globoesporte.globo.com/pb/futeb ... eson.ghtml
    Farofas  isso

     Farofas
  •  101116 posts
  •  01/01/2018, 11:51
     

    Avatar do usuário

    que galante

     Farofas
  •  101116 posts
  •  01/01/2018, 11:58
     

    Avatar do usuário

    Imagem



    O Cerezo Osaka entrou em 2017 recém-promovido da segunda divisão e sem nenhum título em sua história como clube profissional. No primeiro dia de 2018, fechou a temporada com o "double" nas copas nacionais, além de um terceiro lugar na J-League e vaga na Liga dos Campeões da Ásia. Sho Ito havia marcado para o Yokohama F-Marinos nos primeiros minutos da decisão da Copa do Imperador no campo neutro de Saitama, mas Yamamura empatou no segundo tempo e Mizunuma fez o gol do título na prorrogação.

    O Cerezo era uma potência do futebol japonês na era amadora, quando se chamava apenas Yanmar. Era o time de funcionários da fábrica homônima e contava com o maior craque nipônico da época, o goleador Kunishige Kamamoto. Venceu três vezes a Copa do Imperador, em 1968, 1970 e 1974. Porém, desde a criação da J-League, que marcou o início da era profissional no país, eram três finais e três vices (1994, 2001 e 2003).

    Já o Marinos tem o maior número de taças da Copa do Imperador entre os times da J-League. Já havia ganhado cinco vezes como amador, quando ainda era Nissan (1983, 1985, 1988, 1989 e 1991), e mais duas como profissional, como Yokohama Marinos (1992) e Yokohama F-Marinos (2013). Oito finais e sete títulos, enquanto o clube de Osaka tinha 11 finais e só três conquistas.

    Apesar disso, o Cerezo chegou como favorito na decisão de hoje. Não tinha seu principal jogador da temporada, Kenyu Sugimoto, lesionado, mas vinha jogando melhor que o Yokohama, que por sua vez não podia contar com sua estrela, Manabu Saito, também machucado.

    Erick Mombaerts, técnico francês que fez seu último jogo pelo Marinos (o australiano Ange Postecoglou assume na próxima temporada), surpreendeu ao deixar o português Hugo Vieira, artilheiro da competição com cinco gols, no banco. O contestado Sho Ito foi o centroavante escolhido e calou os críticos (momentaneamente) com oito minutos de bola rolando, ao dominar no peito o cruzamento do lateral esquerdo Shimohira e, às costas do desatento Kimoto, abrir o placar do Saisuta.


    Imagem



    O primeiro tempo seguiu morno, com o Cerezo tentando tomar a iniciativa, mas sem se encontrar no campo de ataque. Só conseguiu ser mais agressivo depois do intervalo, mas passou a dar espaços para o Marinos, que ameaçava cada vez mais. Até que, aos 20', Mizunuma driblou Martinus e arriscou de longe. Iikura rebateu, Matsubara tentou afastar mas jogou a bola nos pés de Yamamura, que empatou: 1x1. A aposta do Yokohama em sua forte defesa não deu certo.

    Mombaerts finalmente lançou Hugo Vieira, na vaga do apagado Babunski. O português foi para a posição de centroavante e Ito recuou para a armação, mas nenhum dos dois rendeu. Hugo parou na forte marcação do croata Jonjic, um dos melhores zagueiros da temporada no Japão, e Ito sumiu em campo. Nas pontas, Martinus, que havia sido perigoso no primeiro tempo, errava cada vez mais, enquanto Keita Endo (substituto do lesionado Yamanaka) corria bastante, mas não acertava cruzamentos.

    O duelo foi para a prorrogação e Iikura, que vinha de boas atuações e já havia feito defesas difíceis no jogo, falhou. O goleiro do Yokohama ficou pelo meio do caminho em um cruzamento de Yamamura e deixou Mizunuma, na segunda trave, cabecear para o gol vazio. Só no finalzinho do segundo tempo o Marinos conseguiu pressionar de verdade, mas a Cerejeira se segurou e comemorou o segundo título da temporada e da história do clube.

    Título que teve como heróis jogadores que não são considerados estrelas. Enquanto Kakitani, que jogou no sacrifício com dores na perna esquerda, esteve discreto, e os selecionáveis Kiyotake e Yamaguchi tiveram atuação mediana, Yamamura e Mizunuma é quem foram decisivos. Principalmente Yamamura, com um gol e uma assistência. O coringa de Yoon Jung-hwan, que era volante na seleção olímpica, zagueiro no Kashima Antlers, virou armador central no Cerezo e agora centroavante para substituir Sugimoto, jogou também como zagueiro nos últimos minutos, quando Yoon decidiu fechar a casinha com uma linha de cinco na defesa.

    Outra torcida que comemorou hoje foi a do Kashiwa Reysol, quarto colocado na J-League que acabou ganhando uma vaga na ACL. O Cerezo, com o terceiro lugar na J1, já tinha essa vaga garantida, mas agora vai direto para a fase de grupos, enquanto o Reysol terá que jogar o playoff, já no dia 30/01, em jogo único no Hitachidai contra o vencedor de Muangthong United (Tailândia) e Johor Darul Tazim (Malásia). Kawasaki Frontale e Kashima Antlers são os outros representantes japoneses no torneio continental.

    Imagem



    Campanha do Cerezo Osaka na Copa do Imperador
    1ª fase - folga
    2ª fase - 2x0 Niigata University of Health and Welfare
    3ª fase - 3x2 Albirex Niigata (prorrogação)
    Oitavas de final - 1x0 Nagoya Grampus
    Quartas de final - 2x0 Omiya Ardija
    Semifinal - 3x1 Vissel Kobe (prorrogação)

    Final - Cerezo Osaka 2x1 Yokohama F-Marinos (prorrogação) - Saitama Stadium 2002 (42.029)
    Sho Ito (8', 0x1), Kazuya Yamamura (65', 1x1), Kota Mizunuma (95', 2x1)

    Artilheiros da Copa do Imperador:
    Hugo Vieira (Yokohama F-Marinos) e Seiya Nakano (Universidade Tsukuba), 5 gols

     Farofas
  •  101116 posts
  •  01/01/2018, 18:13
     

    Avatar do usuário

    Cerezo e Independiente se enfrentarão na Copa Suruga

    Imagem

     Mota Offspring
  •  44721 posts
  •  02/01/2018, 05:16
     

    Avatar do usuário

    Farofas escreveu:
    achei que se tratava do Rafael Silva ex-vasco :lol:

    maluco pavoroso

     Farofas
  •  101116 posts
  •  02/01/2018, 12:32
     

    Avatar do usuário

    Clube da Segunda Divisão japonesa anuncia a contratação de Túlio de Melo

    pós definir que não iria permanecer na Chapecoense em 2018, Túlio de Melo já tem um novo destino definido. O atacante de 32 anos foi anunciado pelo Avispa Fukuoka, time da segunda divisão do Japão, através de seu site.

    Um dos principais responsáveis pela boa campanha da Chapecoense na temporada 2017, Túlio sequer quis ouvir uma proposta para permanecer na Arena Condá. Com grande parte da carreira no futebol francês, o atacante tinha a intenção de ter uma nova experiência em um novo lugar.

    Pela Chapecoense, Túlio fez 54 partidas e marcou 15 gols em 2017. No Brasil, o atacante defendeu Sport, Atlético-MG e Santa Cruz. Além disso, tem passagens por Lille, Évian e Le Mans, da França, Valladolid, da Espanha, e Aalborg, da Dinamarca.

     Farofas
  •  101116 posts
  •  02/01/2018, 12:36
     

    Avatar do usuário

    Uchida enfim enjoou da Bundesliga e esta voltando para o Kashima Antlers

     Farofas
  •  101116 posts
  •  02/01/2018, 22:34
     

    Avatar do usuário

     Bom Caráter
  •  3975 posts
  •  03/01/2018, 07:53
     

    Avatar do usuário

    De casa nova! Lulinha troca Coréia do Sul por clube dos Emirados Árabes

    Imagem
    Lulinha é apresentado pelo Al Sharjah
    Após boa passagem pelo Pohang Steelers em 2017, o meia-atacante brasileiro Lulinha tem outro desafio em 2018. O jogador, revelado nas categorias de base do Corinthians, assinou com o Al Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos.

    "Vou trabalhar muito nos próximos meses para fazer um grande primeiro semestre com a camisa do Al Sharjah. Estou muito motivado para esse novo desafio. Espero que saia tudo como estou planejando para que eu possa ajudar a equipe dentro e fora de campo", disse o jogador, que estava no futebol sul-coreano.

    Ainda segundo Lulinha, a adaptação ao futebol local não será problema, já que ele foi muito bem recebido por todos no clube.

    "Acredito que não terei problemas de adaptação. Nunca tive dificuldades em nenhum lugar que passei. Aqui não será diferente. Fui muito bem recebido por todos no clube e espero retribuir essa confiança com gols e grandes apresentações."

     Farofas
  •  101116 posts
  •  03/01/2018, 12:07
     

    Avatar do usuário

    Bom Caráter escreveu:
    De casa nova! Lulinha troca Coréia do Sul por clube dos Emirados Árabes

    Imagem
    Lulinha é apresentado pelo Al Sharjah
    Após boa passagem pelo Pohang Steelers em 2017, o meia-atacante brasileiro Lulinha tem outro desafio em 2018. O jogador, revelado nas categorias de base do Corinthians, assinou com o Al Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos.

    "Vou trabalhar muito nos próximos meses para fazer um grande primeiro semestre com a camisa do Al Sharjah. Estou muito motivado para esse novo desafio. Espero que saia tudo como estou planejando para que eu possa ajudar a equipe dentro e fora de campo", disse o jogador, que estava no futebol sul-coreano.

    Ainda segundo Lulinha, a adaptação ao futebol local não será problema, já que ele foi muito bem recebido por todos no clube.

    "Acredito que não terei problemas de adaptação. Nunca tive dificuldades em nenhum lugar que passei. Aqui não será diferente. Fui muito bem recebido por todos no clube e espero retribuir essa confiança com gols e grandes apresentações."
    teremos Lulinha x Romarinho no Arabião

    que duelo

     Bom Caráter
  •  3975 posts
  •  03/01/2018, 23:03
     

    Avatar do usuário

    Fernandinho troca o Grêmio pelo Chongqing Lifan, da China
    Imagem
    Fernandinho trocou o Grêmio por time Chinês
    O meia-atacante Fernandinho é o novo reforço do Chongqing Dangdai Lifan, da China. O jogador foi anunciado oficialmente nesta quarta-feira e assinou contrato por dois anos, onde será comandado pelo técnico português Paulo Bento.

    O atleta de 32 anos será companheiro de Alan Kardec, Hyuri e outro Fernandinho. Como o seu contrato com o Grêmio terminou no dia 31 de dezembro, ele saiu sem qualquer custo para a equipe chinesa.

    Campeão da Libertadores de 2017, Fernandinho estava no Grêmio desde 2014, mas no período também jogou pelo Atlético-MG, e foi emprestado por Hellas Verona-ITA e Flamengo nos últimos anos. Depois, retornou ao Grêmio em 2017, onde marou 12 gols e fez 59 partidas na última temporada.

    No meio do ano passado para o fim, Fernandinho passou a ser titular no Grêmio após a saída de Pedro Rocha, negociado com o Spartak Moscou, da Rússia. Na reta final da Libertadores, aumentou de rendimento e marcou um dos gols na vitória sobre o Lanús, da Argentina, na final da Copa Libertadores.
    https://extra.globo.com/esporte/fernand ... 49363.html

    Imagem

    Teremos uma grande festa da torcida, apresentação promete

    Imagem
    Imagem
    Imagem
    Farofas  isso

     Farofas
  •  101116 posts
  •  04/01/2018, 12:19
     

    Avatar do usuário

    excelente reforço :emocao: :emocao: :emocao: :emocao: :emocao:

     Farofas
  •  101116 posts
  •  04/01/2018, 12:25
     

    Avatar do usuário

    Imagem

    O negócio já era dado como certo desde o último mês. Ainda assim, restava a oficialização, o que aconteceu nesta quarta: Jô foi apresentado como o novo reforço do Nagoya Grampus Eight. A venda do protagonista do Corinthians no título do Campeonato Brasileiro soava como irrecusável, diante dos €11 milhões oferecidos pelo clube japonês. Por mais que o centroavante tenha sido fundamental ao time de Fábio Carille, o valor é bastante satisfatório, considerando seus 30 anos de idade. Vai para ser tornar o grande astro de uma equipe tradicional, mas que passou a última temporada na segunda divisão e retorna agora à elite da J-League.

    A contratação de Jô é um tanto quanto atípica, tendo em perspectiva as ações dos japoneses no mercado durante os últimos anos. Por mais que grandes nomes do futebol brasileiro tenham passado pela J-League, esses negócios de maior peso se reduziram drasticamente a partir da década passada. Cada vez menos medalhões foram para o Japão, enquanto a maioria dos brasileiros que se consagraram por lá não tinham tanta projeção por aqui ou sequer eram conhecidos do grande público. Jô representa uma quebra neste sentido, até pelo tamanho da aposta feita pelo Grampus em sua reconstrução.

    Ao longo de sua história, todavia, o clube de Nagoya se acostumou a possuir grandes ídolos estrangeiros. E sem economizar nas contratações. Basta ver pela primeira edição da J-League. Controlado pela Toyota, o time almejava a compra de Diego Maradona. Os problemas do craque argentino com doping frearam o negócio, mas ainda assim o Grampus trouxe um astro internacional eternizado em Copas do Mundo: o inglês Gary Lineker, que estava no Tottenham. Curiosamente, o artilheiro estreou justamente em um amistoso contra o Corinthians, na pré-temporada de 1992. As lesões, todavia, atrapalharam o impacto que se imaginava.

    Neste momento histórico, o Nagoya Grampus tinha outros estrangeiros, inclusive brasileiros. O meio-campista Jorginho Putinatti, símbolo do Palmeiras nos anos 1980, foi o primeiro a emplacar. Figurou na seleção do Campeonato Japonês em duas temporadas consecutivas, antes do advento da J-League. Se o veterano tinha o status de ídolo, outros passaram por Nagoya sem tanta longevidade, como Pita e Elivélton – este, trazido após a repercussão no São Paulo multicampeão de Telê Santana.

    O grande acerto do Nagoya Grampus, de qualquer forma, aconteceu em 1994. Naquele ano, o clube da Toyota deu sua grande cartada ao buscar Dragan Stojkovic, em baixa com o Olympique de Marseille. O sérvio desembarcava no Japão às vésperas de completar 30 anos, mas ainda poderia ser considerado um dos jogadores mais talentosos do mundo. E foi exatamente o que se viu. O maior ídolo da história do Grampus foi eleito o MVP da J-League em seu primeiro ano, era nome frequente na seleção do campeonato, faturou duas vezes a Copa do Imperador. Por mais que o time não tenha chegado ao topo do Campeonato Japonês, era inegável que seu patamar se elevava com o camisa 10. E também com a ajuda de um tal Arsène Wenger, que treinou a equipe por um ano, antes de iniciar sua história à frente do Arsenal.

    Stojkovic teve diversos brasileiros entre os companheiros. Alexandre Torres foi o mais duradouro, comandando o sistema defensivo por cinco anos. Além dele, Valdo passou duas temporadas em Nagoya, após deixar o Benfica, orquestrando o time ao lado do sérvio. A aposentadoria de Stojkovic, em 2001, deixou uma evidente lacuna no Grampus. E as tentativas de revitalizar o ataque foram compradas no Brasil. Marcelo Ramos não deu muito certo, ficando apenas uma temporada. Quem conseguiu ser ídolo foi Uéslei, levado do Bahia e que empilhou gols nos cinco anos que passou no clube, chegando mesmo a receber a Chuteira de Ouro da J-League. Ao final de sua passagem, o baiano ganhou a companhia de Marques, que estava no Vasco, após deixar o Atlético Mineiro. Pois o atacante também se destacou, eleito em uma de suas três temporadas à seleção da J-League.

    Contratado junto ao São Paulo, Luizão foi escolhido para manter a linhagem, mas anotou apenas quatro gols em Nagoya. O próximo brasileiro a construir uma reputação um pouco maior no Grampus foi Magnum, ex-Paysandu, que passou três temporadas no elenco, de 2008 a 2010. No mais, a rotatividade dos estrangeiros foi maior neste período, sem apostas tão midiáticas entre os brasileiros. O único a realmente marcar seu nome nesta década foi Marcus Túlio Tanaka, ex-zagueiro da seleção japonesa que passou seis anos no Grampus, a partir de 2010. Já entre os outros ídolos forasteiros, as principais menções cabem ao colombiano Danilson Córdoba e ao australiano Joshua Kennedy. Tanaka, Córdoba e Kennedy estiveram na seleção da J-League quando o Grampus conquistou seu primeiro (e, até hoje, único) título da liga, em 2010, treinado justamente por Stojkovic.

    Na última temporada, o Nagoya Grampus se voltou novamente ao Brasil, almejando conquistar o acesso na segundona. O camisa 9 sueco Robin Simovic foi o único estrangeiro a permanecer no elenco após o rebaixamento, ocorrido em 2016. A partir de então, a diretoria contou com Gabriel Xavier, emprestado pelo Cruzeiro, além de Felipe García e Washington, ambos trazidos do Brasil de Pelotas. Acabaram auxiliando a volta do time à primeira divisão, de onde nunca tinha saído desde a criação da J-League. A contratação de Jô, de certa forma, marca o elo entre o passado vivido e a visão de futuro que impera no clube, buscando as glórias que foram tão comuns durante as décadas anteriores.

     Farofas
  •  101116 posts
  •  04/01/2018, 12:28
     

    Avatar do usuário

    O Tianjin Quanjian venceu o Al Sailiya, do Catar, por 1x0 em amistoso realizado em Doha. Alexandre Pato foi titular e o belga Axel Witsel entrou no decorrer da partida.

    Imagem

     Bom Caráter
  •  3975 posts
  •  07/01/2018, 18:33
     

    Avatar do usuário

    Agora técnico, Gil teve experiências no mundo árabe
    Imagem
    Preparado e cada vez mais pronto para ser um técnico de futebol, o brasileiro agora busca por oportunidades. Depois dos primeiros trabalhos como principal treinador no Gizan, da Arábia Saudita, Gil Paulista segue estudando para o seu próximo desafio. Brasileiro, Gil não teve medo de se arriscar. Tudo isso visando um só objetivo: se tornar um excelente profissional.

     Farofas
  •  101116 posts
  •  07/01/2018, 18:40
     

    Avatar do usuário

    :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper:

     Farofas
  •  101116 posts
  •  09/01/2018, 12:25
     

    Avatar do usuário

    Imagem

    :gamado: :gamado: :gamado: :gamado: :gamado: :gamado:

     Bom Caráter
  •  3975 posts
  •  09/01/2018, 18:05
     

    Avatar do usuário

    Manager argentino Ramon Diaz coloca o Al-Hilal no topo do futebol saudita

    Imagem
    O gerente argentino de futebol da Al-Hilal, Ramon Diaz, falou à imprensa na sala de conferências do Príncipe Fahad Bin Salman antes do jogo contra Al-Taawoun pela liga saudita.

    O treinador expressou prazer na última vitória contra Hajer na Copa do Rei e dando a oportunidade a alguns jogadores e descansando os outros, acrescentando que todos os jogadores serão submetidos a uma sessão tática nesta noite em preparação para o Al-Ettifaq continuar no topo da liga .

    "Nós sofremos no último período; e temos a oportunidade de rotação do esquadrão, mas é uma questão normal em uma equipe tão grande como Al-Hilal; e temos jogadores profissionais que podem lidar com esse desgaste", disse Ramon Diaz.

    Sobre o excelente desempenho de Mohammad Al-Shalhoub nas últimas situações de jogo, ele disse que Mohammad foi bem na última partida junto com os outros jogadores, e eles trabalham para a preparação de todo o time para estar pronto para os próximos jogos .

    Enquanto isso, o jogador Faisal Darwish enfatizou que eles vão jogar forte para obter os três pontos e continuar a liderar o campeonato, acrescentou também: "Eu farei o meu melhor nas sessões de treinamento para estar pronto para a participação com a equipe, que é um grande desafio entre os jogadores".
    • 1
    • 296
    • 297
    • 298
    • 299
    • 300

    MENSAGENS RECENTES

    Tênis - Tópico Oficial

    Belinda :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lols[…]

    moto x5 vai ter aquela doença do iphonex? […]

    Facebook

    só um pouco armado



    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012