Está querendo discutir por horas a fio? Aqui pode ser o seu lugar!
  • 1
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15

 LEONARDO SCCP
  •  47379 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Mota Offspring escreveu: O pão francês já é mais de um real a unidade aqui no supermercado, se ficar mais caro que isso pode ser uma boa oportunidade pra cortar trigo da minha vida

    Apesar de ser mais fácil querer do que fazer

    TPTK
    Isso também é culpa nossa e da maldita lei de vender pão por quilo.

    O objetivo principal desse viado desse Bolsonaro devia voltar a permitir a venda do pãozinho por unidade.

     LEONARDO SCCP
  •  47379 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Acho que vou lá pra lá levar uma notas de 50, comer uma semi índia e voltar com um boneco com sobrenome italiano. 8-)

     Sudit
  •  43324 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Rlim escreveu: Já visitei Baires e sinceramente não me parece uma cidade tão europeia assim não. Tive a oportunidade de andar por vários bairros, e me pareceu uma cidade bem decadente.

    Tem áreas legais como Puerto Madero, Recoleta, Palermo, algumas áreas do centro e tal, mas o grosso da cidade parece que parou nos anos 40.

    Tem muitas 'villas' também. Não chega na favelização das cidades brasileiras, mas não tá tão distante assim.

    Maior favela fica lá em Retiro, é um puta favelão. Multiplicou o tamanho nos ultimos 20 anos, era uma favelinha e virou um favelão.

    Era engraçado que quando morava lá e ia voltar pro Brasil havia uma puta crise energética e alguns bairros ficavam sem luz por semanas.
    Retiro quando fui viajar (voltei de onibus), fazia 2 semanas que não tinha luz, mas a favela não, favela sempre tinha eletricidade mesmo o pessoal não pagando 1 centavo pela luz, pq se faltava luz lá os moradores fechavam as avenidas e incendiavam carros.

     Gus
  •  9530 posts
  •  

    Avatar do usuário





    Até o Bolsonaro tá alertando...

     PQD_Nascimento
  •  2223 posts
  •  

    Avatar do usuário








    Brasil caiu na lábia da esquerda e perdeu a oportunidade de ter esse cara como embaixador. Parabéns aos envolvidos.

     Piccolo_san
  •  43420 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Parabéns. Á todo vapor de se transformar em uma nova Venezuela.

    Gus  isso

     Sudit
  •  43324 posts
  •  

    Avatar do usuário

    PQD_Nascimento escreveu:






    Brasil caiu na lábia da esquerda e perdeu a oportunidade de ter esse cara como embaixador. Parabéns aos envolvidos.

    Nossa, comecei a ler essas postagens, ele falou um montão de bobagens.

     .Kiko.
  •  34426 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Macri ganha cargo na Fifa
    Mundo 28.01.20 16:15


    O ex-presidente da Argentina Mauricio Macri foi anunciado nesta terça-feira como o novo presidente da Fundação Fifa — ONG criada em 2018 e mantida pela entidade máxima do futebol.

    Em nota, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, disse que era “um prazer e uma honra” contar com Macri à frente da fundação.

    “Através de sua experiência como líder de uma grande nação, [Macri] conhece o papel central da educação para o futuro de nossas sociedades e, como dirigente de um dos clubes de futebol mais vitoriosos do mundo, sabe a força e a paixão únicas geradas por nosso esporte.”

    Antes de ser prefeito de Buenos Aires e presidente da Argentina, Macri comandou o Boca Juniors, um dos clubes mais populares do país. Ele presidiu o Boca entre 1995 e 2007.

    Argentino sempre ganha uma boquinha no futebol. :lol:

     Sudit
  •  43324 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Então, vou comentar as besteiras que o Eduardo Bolsonaro postou.

    Nisman não estava chegando aos autores do atentado quando morreu, mas sim ele ia ir ao tribunal acusar a Cristina de traição a pátria, quando na noite anterior ele se "suicidou".

    Não dá para comparar essa morte com a do Celso Daniel pq nesse foi claramente uma execução, do Nisman se abriu duvidas se ele realmente se suicidou ou podia ter sido morto. Não é que ficou claro que ele foi executado e o governo colocou um relato de suicidio, mas sim as investigações mostraram que havia sérias falhas de segurança no prédio que podia facilmente ele ter sido morto, alem que toda a investigação contaminou todo o apartamento e predio, que parece ter sido feito propositadamente, para apagar qualquer vestigio de provas.

    Sobre Kirchner, é besteira dizer que ele estava no grupo do "forum de São Paulo" com a intenção de criar uma unificação da américa latina esquerdista. Única intenção dos Kirchners era aumentar sua fortuna, poder abrir mais opções de lavar dinheiro. É idiotice tremenda politico dizer que a politica kirchnerista era de esquerda, com intenção comunista dos anos 80, quando eles eram de extrema direita, e sua união com esses grupos foi para lavar dinheiro, se fodiam com a América Latina tanto que em todo os 12 anos de governo deles, o que mais fuderam foi o mercosul.


    Outra coisa é sobre os atentados que ocorreram na Argentina no inicio da década de 90. Há muitas coisas estranhas, por exemplo ele cita que o Hezbollah explodiu a embaixada de Israel e a AMIA (centro judaico), quando toda a investigação do Nisman e tudo mais é centrado apenas a AMIA, o atentado na embaixada curiosamente deixam de lado.
    Nisman era o advogado da AMIA, o assunto dele era centrado a ela. A embaixada seria mais assunto de Israel, mas estranhamente Israel dá mais importancia em achar os culpados da AMIA do que investigar o atentado de sua embaixada, aonde morreram diplomatas e cidadões de Israel (AMIA só morreram cidadões argentinos, judeus, mas argentinos).

    Sobre a denuncia de Nisman com traição a pátria da Cristina, foi algo mais complexo, teve e ao mesmo tempo não era diretamente ligado ao atentado, mas sim a consequencia do que o governo estava fazendo.

     Sudit
  •  43324 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Vo fazer um wall sobre esse assunto de atentado, Nisman e Cristina... se alguem se interessar em ler, vou colocar meu ponto de vista daquilo que vi noticiar sobre o assunto...


    Comunidade judaica teve 2 atentados na Argentina nos anos 90, na embaixada de Israel e na comunidade judaica.

    Por alguma razão (ai se pode entrar teorias de conspiração), as investigações são voltadas ao 2o atentado, na AMIA.
    Foi constatado que um grupo de iranianos foram os responsaveis pelas bombas na AMIA, e Argentina e Israel por 10 anos pediam a extradição dessas pessoas para serem julgados na Argentina. Porem se diz (tem muitas coisas estranhas, por isso digo "se diz") que essas pessoas fazem parte do governo do Irã, e por isso são protegidos.

    Durante o governo da Cristina, nos ultimos anos de vida do Nestor e se seguiu pelo resto do governo dela, o governo começou a se aproximar da Venezuela e da "esquerda", e começou a fazer negocio com outros paises "obscuros". Nisso chegou a relação com o Irã, que mesmo que falem que era interesse sobre projeto nuclear, na verdade não se sabe muito bem o que realmente estavam negociando, pq como disse anteriormente, os kirchners só se importavam em multiplicar sua fortuna e poder.

    Então nisso, Argentina se aproximou com o "governo" do Irã (coloco entre aspas, pq as coisas que ocorreram foi bastante suspeitas).
    Nisso havia um empecilho, a Argentina acusava Irã de ser autor do atentado a AMIA e tinha mandado de prisão internacional para um grupo de iranianos.
    Foi o próprio chanceler argentino, que por sinal era judeu, foi até o Irã negociar o "acordo".

    O "acordo" era que a Argentina aceitava que os acusados sobre o atentado iriam ser julgados no Irã por um tribunal do Irã, em troca, Argentina retirava os mandatos de prisão para essas pessoas na interpol.
    E segundo o governo argentino, Irã exigia que esse acordo fosse aprovado já, para poder dar continuidade ao julgamento dos acusados.

    Então foi questão de 1 semana, se encontraram com o "governo" do Irã, já impuseram que o acordo tinha que ser aprovado, sem nenhum debate, sem nada, com várias cláusulas secretas que o governo se negava a divulgar, a comunidade judaica ficou puta da vida com isso, e em tempo recorde, 1 semana, os deputados se reuniram e aprovaram o acordo, pq a Cristina exigiu que fosse aprovado.
    Foi uma das coisas mais absurdas que já vi.

    E qual foi o problema? É que essa urgencia de aprovação sem debate, sem nada, apenas um bando de zumbis levantando a mão pq a presidente mandou aprovar, era pq o governo do Irã exigia que esse acordo fosse aprovado para assim dar continuidade ao julgamento dos acusados. Se passaram 7 anos e o governo do Irã sequer começou a debater sobre o acordo "assinado".

    Ai vem as dúvidas, com quem realmente o governo Argentino negociou isso???

    Teoria de conspiração, ao meu ver da a entender que o governo Argentino negociou com uma "embaixada paralela" do Irã, e nunca com o governo diretamente.
    Na Argentina se dizia bastante que os negocios entre Argentina e Venezuela eram feito por uma "embaixada paralela", devia ocorrer com o Brasil tbm, a embaixada oficial era so uma mascara, quando na realidade os negocios eram feito individualmente entre empresários e politicos por detrás das cortinas.

    Esse acordo com o Irã me da a impressão disso, que negociaram com alguma embaixada paralela, sem ligação real com o governo, cujo grupo envolvia justamente essas pessoas acusadas pelo atentado, e por isso a exigencia de retirar o mandado te prisão internacional que possuiam.

    No final a Argentina aprovou o "acordo", acho que deve ter retirado da interpol os mandatos de prisão a esses individuos, o governo do Irã nunca sequer debateu o acordo, e ficou por isso mesmo. Então o que o governo da Argentina negociou com lá? Ninguem sabe.

    Já pela palhaçada da aprovação do acordo, sem nenhum debate, sem nada, apenas ela impondo que tinha que ser aprovado, e em 1 semana todos seus cachorrinhos votaram a favor, já é suficiente para se encaixar a "traição a pátria".
    Houve tanta irregularidades, tantas coisas estranhas, tantos "segredos", pq muito do acordo era secreto e o governo se negava a divulgar, mas exigia ser aprovado dessa maneira.

    A denuncia do Nisman era isso, que o acordo com o Irã era algo absurdo, que "protegia terroristas", e um uso indevido autoritario da presidente.


    Na constituição argentina, devia ter explicado isso no inicio mas vai agora no final, existe "traição a pátria".
    Foi feito para evitar que Argentina caia na mão de ditadores, como ocorreu no passado.
    "Traição a pátria" é quando um governante passa por cima da constituição para ter poder absoluto, não necessário ser ditador, basta abusar de sua autoridade e poder para impor interesse até pessoal.

    Nunca na história foi usado isso, provavelmente nunca será, pq como se diz lá "todo mundo tem um esqueleto no armário" (todos os politicos tem um podre escondido).

    Mas se acusado a traição a pátria, a pessoa perde todos os direitos como cidadão. Nada de forum privilegiado, sequer com beneficios de cidadão comum terá, mas sim será julgado como traidor.

    Então a denuncia do Nisman era muito, mas muito grave.
    Ele morreu, e o caso foi arquivado... qualquer outro podia continuar e acusar a Cristina, mas não fizeram, e hoje ela é vice presidente....


    Sobre o chanceler argentino, que negociou com o "governo" do Irã, e era a cabeça do acordo. Como disse ele era judeu, foi expulso da comunidade judaica por causa disso, e morreu no outro ano... Outra pessoa envolvida diretamente nesse assunto morreu.

    Pior que como disse no inicio dos atentados. O argumento desse chanceler para rebater as criticas de Israel sobre o acordo, foi que Israel não se interessava em resolver o atentado da embaixada no qual morreram cidadões de israel, mas sim se intrometia no atentado a AMIA que não havia nenhum israelenses entre as vitimas. E o chanceler dava essas indiretas.

    O que em teoria da conspiração se fica pensando que talvez o atentado a embaixada foi queima de arquivo, já que morreram diplomatas, e o 2o atentado foi para obstruir o 1o atentado, no qual só morreram cidadãos normais.

     Gus
  •  9530 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Mortes de 6 crianças por desnutrição em um mês acendem alerta no Norte da Argentina



    BUENOS AIRES — O único filho de Amalia se tornou no último domingo a sexta criança morta por desnutrição até agora neste mês em Salta, uma província no extremo norte da Argentina, próxima a Bolívia, Chile e Paraguai. O menino, que morreu no traslado entre dois centros de saúde, tinha 1 ano e 9 meses e vivia com sua mãe em uma comunidade de 150 famílias indígenas da etnia wichi no município de Embarcación. Segundo o governo saltenho, a criança estava em estado grave, com febre, desidratação severa e dez dias de vômitos e diarréia, tendo "uma doença de base: desnutrição crônica".

    Casos como este acontecem ano a ano em Salta, onde o verão é intenso e as secas se transformam em inundações, que deixam sem alimentos as comunidades indígenas mais isoladas. Como tantas outras vezes, o estado provincial, comandado pelo peronismo durante 32 dos últimos 36 anos de democracia, declarou uma emergência social e sanitária.

    A crise que assola a Argentina agravou o problema das comunidades mais afastadas, mas as origens são estruturais. Na região norte estão muitas das áreas mais pobres da Argentina, como Las Vertientes e El Tráfico, comunidades wichi onde moravam algumas das crianças mortas desde 1º de janeiro.

    — É grave a situação, é primeira vez que vejo isso ocorrendo por falta de alimentos, de trabalho, de salas de primeiros socorros e de água — disse Gilberto Vicente, chefe indígena de El Tráfico. Amancio Martínez, chefe indígena de Kilómetro 2 — Misión La Paz, mais ao noroeste, na fronteira com a Bolívia e o Paraguai, alerta que o problema é de longa data. A falta de alimentos "não é de ontem, é de antes disso", afirmou.

    Leia mais:'É consenso que não pode existir fome na Argentina', diz ministro de Desenvolvimento Social do país

    Nestes locais faltam agentes sanitários que visitem regularmente as famílias, casa por casa. Os agentes usam bicicletas para colher informações sobre peso, altura, vacinação e doenças do grupo familiar, anotando todas as informações. Atualmente há zonas povoadas sem agentes designados. Quando os casos mais graves chegam ao hospital de Tartagal, a mais de 300 quilômetros de distância, já é tarde demais.

    — Os meninos já não têm defesas, se sentem exaustos, não têm como suportar. É preciso mais agentes e mais controle dos supervisores da zona. É preciso mudar a metodologia — disse Martínez.
    Problema crônico

    No hospital de Tartagal, há dez crianças internadas por má nutrição, disse a secretária de Saúde da província, Josefina Medrano. A funcionária admitiu que os problemas de saúde em Salta "se repetem ano após ano". O governador Gustavo Sáenz declarou uma emergência social e sanitária na região, em uma tentativa de conter a crise. O político peronista assumiu em 10 de dezembro do ano passado, quando sucedeu outro peronista, Juan Manuel Urtubey.

    Desde o final da ditadura militar, em 1983, a província tem sido governada por diferentes correntes do peronismo, com nomes que se repetiram durante vários períodos. Apesar de ser uma região rica em recursos, as notícias de mortes de crianças por fome são constantes.

    Em meados de janeiro, antes nas primeiras mortes, o ministro do Desenvolvimento, Daniel Arroyo, visitou Salta e montou uma equipe de trabalho. Ao ser notificado da sexta morte, ele afirmou em uma publicação no Twitter que "a situação social-sanitária no norte de Salta é muito crítica". Segundo ele, o envio de galões de água e de alimentos é a prioridade.

    O acesso à água potável, um direito humano essencial para a ONU desde 2010, é uma dívida histórica em Salta. Os postos sanitários que passam meses sem água são frequentes. Muitas comunidades precisam andar horas a pé para encontrar água. Os trâmites burocráticos para consertar bombas ou instalar cisternas podem levar meses.

    Nesta semana, os moradores de Los Blancos, povoado onde mora Amalia, fizeram uma manifestação em um centro de saúde para se queixar da falta de água, de ambulâncias e de medicamentos.

    A pobreza é estrutural nos povoados indígenas, que têm os piores indicadores educativos, sanitários e sociais da Argentina, segundo dados do Unicef. De todos eles, os de Salta e de Formosa estão entre os mais afetados. Na semana passada, um grupo de líderes indígenas enviou uma carta à unidade do grupo Médico Sem Fronteiras para a América Latina, convidando a ONG a realizar uma "missão exploratória" na região, perante "uma crise humanitária de caráter crônico".

    Em um documento similar, um grupo formado por médicos, antropólogos e advogados pediu "uma missão humanitária em território wichi no Leste de Salta e no Oeste de Formosa". Na época em que o documento foi escrito, quatro crianças haviam morrido de desnutrição. Um dos signatários, Rodolfo Franco, relembrou que Salta é "uma província produtora de alimentos" e "não deveria haver nenhuma morte" por desnutrição.

    Franco nasceu em Buenos Aires e há sete anos se mudou para Salta. Hoje, ele é o único médico na região.




    https://oglobo.globo.com/mundo/mortes-d ... a-24219587

     Rlim
  •  12047 posts
  •  

    Avatar do usuário



    Caralho é o Plano Sarney 34 anos depois!!!

    :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper:
    Gus  isso

     Sudit
  •  43324 posts
  •  

    Avatar do usuário

    :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper:


    Morreu o juiz que investigava a Cristina


    :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper:

     Mota Offspring
  •  54105 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Cristina é tipo o putin, mas ninguém ousa fazer essa comparação porque ela é teoricamente de esquerda

    TPTK

     Reloaded
  •  1511 posts
  •  

    Avatar do usuário

    argentina ja ta encostando na venezuela...

    merecem
    • 1
    • 11
    • 12
    • 13
    • 14
    • 15

    MENSAGENS RECENTES

    BBB 20 #ForaChatassi

    Porra, um monte de página e jogador do fl[…]

    há paises que já sairam do lockd[…]



    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012