Glorious PC gaming master race vs. dirty console gaming peasants

  • 1
  • 901
  • 902
  • 903
  • 904
  • 905

 ArnaldoCésarCoelho
  •  1476 posts
  •  

    Aposentado sentados pra mamar por um mlq de 16 anos, só faltou chamar de cheater mesmo

     zelão
  •  4884 posts
  •  

    Avatar do usuário

    krl, olha esse puxada aos 0:09 :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper:

     Rules
  •  42099 posts
  •  

    Avatar do usuário

     FooFighters
  •  5424 posts
  •  

    Klimt escreveu:

    Muito choro, pouca bala.
    Desculpa, mas as evidências são fortes.

    Não acho que é choro não.

     bagu
  •  19585 posts
  •  

    Avatar do usuário



    A mibr nao cansa de passar vergonha

     FooFighters
  •  5424 posts
  •  

    bagu escreveu:

    A mibr nao cansa de passar vergonha
    O Richard Lewis e o Thorin sempre foram meio anti MIBR.

    Acho que ele tem certa razão no tweet dele, mas cadê a análise se os caras estiverem xitados?

    Se fosse o contrário, um time gringo fazendo as mesmas coisas, o tratamento seria totalmente diferente, IHMO.

     Klimt
  •  6027 posts
  •  

    FooFighters escreveu: Desculpa, mas as evidências são fortes.

    Não acho que é choro não.
    É, eu discordo, não considero "evidência forte" não.

    Acho o típico clipe que surge todo ano de algum jogador. Já foi ropz, flusha, ZywOo, etc. Todo ano tem um clipe com "evidências fortes".

    A G2 deixou de contratar o ZywOo porque tinha jogador lá no time que jurava de pé junto que ele era cheater também com os clipes da época, jogadores muito bons e experientes. Acho difícil considerar uns clipes assim como uma evidência forte.

    Não é nada que a gente não tenha visto de outros pros acusados e hoje super respeitados.
    O fenômeno Baader-Meinhof, ou efeito Baader-Meinhof, ocorre quando sua consciência de algo aumenta. Isso leva você a acreditar que realmente está acontecendo mais, mesmo que não seja o caso.
    E quando a pessoa quer essa narrativa, velho. Vishe, esquece. Te garanto que se o clipe fosse com o nome do FalleN e não do leaf, dificilmente achariam uma "evidência forte". Aliás, eu particularmente acharia ridículo.

    E falar até em abandonar campeonato por isso (caso não fosse major), vai me perdoar, mas eu acho choro sim.
    Editado pela última vez por Klimt em 23/06/2020, 03:57, em um total de 1 vez.

     Klimt
  •  6027 posts
  •  

    bagu escreveu:

    A mibr nao cansa de passar vergonha
    E amanhã vs. YeaH. :lol:

    Caso a YeaH vença (improvável, claro) com possibilidade de acabar praticamente tirando a MIBR do Major no Brasil, algo que é um sonho de todos os jogadores, inclusive do TACO, um dos donos da org.

    Que maravilha, viu. Pouco conflito de interesse. Melhor falar o dia inteiro do leaf mesmo.

     FooFighters
  •  5424 posts
  •  

    Klimt escreveu:
    FooFighters escreveu: Desculpa, mas as evidências são fortes.

    Não acho que é choro não.
    É, eu discordo, não considero "evidência forte" não.

    Acho o típico clipe que surge todo ano de algum jogador. Já foi ropz, flusha, ZywOo, etc. Todo ano tem um clipe com "evidências fortes".

    A G2 deixou de contratar o ZywOo porque tinha jogador lá no time que jurava de pé junto que ele era cheater também com os clipes da época, jogadores muito bons e experientes. Acho difícil considerar uns clipes assim como uma evidência forte.

    Não é nada que a gente não tenha visto de outros pros acusados e hoje super respeitados.
    O fenômeno Baader-Meinhof, ou efeito Baader-Meinhof, ocorre quando sua consciência de algo aumenta. Isso leva você a acreditar que realmente está acontecendo mais, mesmo que não seja o caso.
    E quando a pessoa quer essa narrativa, velho. Vishe, esquece. Te garanto que se o clipe fosse com o nome do FalleN e não do leaf, dificilmente achariam uma "evidência forte". Aliás, eu particularmente acharia ridículo.

    E falar até em abandonar campeonato por isso (caso não fosse major), vai me perdoar, mas eu acho choro sim.
    Você tem seu ponto e eu concordo sobre a questão do viés.

    No meu mundo ideal, eu teria uma IA como a VACNet com métrica de AUC ROC/PR provando a capacidade de detectar cheater e passaria nos caras.

    Pra mim, isso praticamente resolveria a questão do viés.

    Só que a ESEA não deixa claro sobre como foi feita a análise do cara, não dão nenhuma informação de quais as limitações do Anti-Cheater deles (pega cheater rodando no hardware?) e etc.

    Então, devido as limitações impostas (não consigo olhar log e nem saber as limitações do AC da ESEA), acho válido achar que o cara tá xitado baseado na minha experiência, mesmo que enviesada.

    Inclusive, até critiquei a MIBR na questão da FURIA, pra ver que não sou tão parcial assim.

     FooFighters
  •  5424 posts
  •  

    Klimt escreveu:
    bagu escreveu:

    A mibr nao cansa de passar vergonha
    E amanhã vs. YeaH.

    Caso a YeaH vença (improvável, claro) com possibilidade de acabar praticamente tirando a MIBR do Major no Brasil, algo que é um sonho de todos os jogadores, inclusive do TACO, um dos donos da org.

    Que maravilha, viu. Pouco conflito de interesse. Melhor falar o dia inteiro do leaf mesmo.
    Concordo 100% nessa questão de conflito de interesse, por isso rolou até a discussão da Valve e acho que até virou regra que eles teriam que dar um jeito nisso aí pro major.

    Só que sabemos que os conflitos não são apenas na MIBR.

    Já teve caso da Astralis e RFRSH, do próprio Tomi com a ENCE e agora também tão questionando sobre o próprio CEO da Chaos que era da equipe da cs_summit.

    É um mundo cheio de conflitos de interesse e que sinceramente deveriam dar um jeito de acabar com isso, pra todos os lados, inclusive MIBR.

     FooFighters
  •  5424 posts
  •  

    Inclusive, até o Gaules tem um certo conflito de interesse, pois a MIBR fora do major seria péssimo pra ele.

     Klimt
  •  6027 posts
  •  

    FooFighters escreveu: Concordo 100% nessa questão de conflito de interesse, por isso rolou até a discussão da Valve e acho que até virou regra que eles teriam que dar um jeito nisso aí pro major.

    Só que sabemos que os conflitos não são apenas na MIBR.

    Já teve caso da Astralis e RFRSH, do próprio Tomi com a ENCE e agora também tão questionando sobre o próprio CEO da Chaos que era da equipe da cs_summit.

    É um mundo cheio de conflitos de interesse e que sinceramente deveriam dar um jeito de acabar com isso, pra todos os lados, inclusive MIBR.
    É, acho que a gente comentou até lá atrás daquela final da EPICENTER, SK vs. VP. A ESforce era dono de geral. Teve o caso engraçado daquele jogo de futebol das duas lines com o prêmio infladaço. :lol:

    2020 e ainda isso.

     Rules
  •  42099 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Tá na cara que xitaram

     ArnaldoCésarCoelho
  •  1476 posts
  •  

    A plataforma era da ESEA? Tem fonte disso?

    Conheço pouco do anticheat dos caras. Se a plataforma for a faceit, conhecendo o deles, acho muito improvável o leaf ter usado algo.

     leonardo3567
  •  9183 posts
  •  

    Avatar do usuário

    o anticheat da esea é mais sensivel e restrito que o da faceit, mas esses caras sao top 0.1% conseguem cheat em qualquer uma delas sem problemas caso queiram

     FooFighters
  •  5424 posts
  •  

    ArnaldoCésarCoelho escreveu:A plataforma era da ESEA? Tem fonte disso?

    Conheço pouco do anticheat dos caras. Se a plataforma for a faceit, conhecendo o deles, acho muito improvável o leaf ter usado algo.
    O Maluk, jogador da TeamOne, falou ontem na stream do Gaules.

     FooFighters
  •  5424 posts
  •  

    Foo Lang III escreveu:
    Bom vídeo.

    O problema existe e os eventos precisam se adaptar a essa realidade, pode ter cheater no hardware que fica mais difícil ainda pro anti cheater.
    • 1
    • 901
    • 902
    • 903
    • 904
    • 905

    MENSAGENS RECENTES

    Nubank

    Tenho Nubank a quase um ano e nunca saiu dessa[…]

    Mas fiquei curioso para saber o que vai acontecer […]

    topico dos fracassados

    Estive lendo esse tópico https://legadorea[…]

    Um cara desses milionário é de cair […]



    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012