Glorious PC gaming master race vs. dirty console gaming peasants

  • 1
  • 133
  • 134
  • 135
  • 136
  • 137
  • 140

 E2EK1EL
  •  14167 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Bom video e bons argumentos.

    Na vdd só falou o que a maioria do forum ja falou mesmo, que o enredo porco e a ND meio que copia todos os seus jogos.

    Ele não se aprofundou no gameplay que é fantástico.

    Enviado de meu M2003J15SC usando o Tapatalk

     Deep Lying Playmaker
  •  6867 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Como assim eles não se aprofundou no gameplay?

    Ele disse que o gameplay dos jogos da ND é fraco (o que é verdade), inclusive Tlou 2. E falou disso boa parte do vídeo

     DAC
  •  17617 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Vou tentar ver no horario de almoço

     E2EK1EL
  •  14167 posts
  •  

    Avatar do usuário


    Deep Lying Playmaker escreveu:Como assim eles não se aprofundou no gameplay?

    Ele disse que o gameplay dos jogos da ND é fraco (o que é verdade), inclusive Tlou 2. E falou disso boa parte do vídeo
    Ele não se aprofundou nos detalhes, como fez em RDR2.

    Enviado de meu M2003J15SC usando o Tapatalk

     DAC
  •  17617 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Como fiquei sem serviço aqui no trampo re3solvi assistir agora, terminei a parte 2 e até agora ele falou pouco do gameplay em si, focou mais na historia do jogo e de como ele queria que a narrativa fosse mais integrada ao gameplay.
    Embora eu goste bastante desse tipo de coisa e acho que seria uma ótima ideia aquela ideia dos bodybags que ele deu, não acho que a falta desses elementos torne o jogo necessariamente ruim.

    Inclusive ele cita a parte da escada no primeiro jogo (que acho que até já citei aqui em alguma discussão com o bolatti) e do cachorro do hospital no segundo que são belos exemplos dessa integração de narrativa com gameplay :bigode:

     DAC
  •  17617 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Terminei aqui e de fato ele foca bem pouco no gameplay em si. Eu concordo com alguns pontos que ele coloca na parte 3 do video, como o excesso de animações (embora nesse jogo não tenha me irritado tanto quanto no RDR2, tanto pelas animações serem mais ágeis quanto pelo jogo ser bem mais curto) e os puzzles serem fracos (especialmente os dos cofres, tem um ou outro que é bem utilizado como ele fala, mas a maioria é só ler a combinação em alguma carta).
    O looting do jogo não me incomodou pq eu joguei no survivor e isso deixa os recursos bem escassos, então toda vez que eu achava uma mísera bala depois de abrir 5 gavetas diferentes que estavam vazias era como se eu tivesse achado um item especial em algum RPG ou coisa do tipo. Nas dificuldades menores em que os recursos são mais abundantes creio que fique meio massante sair vasculhando tudo mesmo.
    Reloaded  isso

     songohan2
  •  26563 posts
  •  

    Avatar do usuário

    DAC escreveu: Terminei aqui e de fato ele foca bem pouco no gameplay em si. Eu concordo com alguns pontos que ele coloca na parte 3 do video, como o excesso de animações (embora nesse jogo não tenha me irritado tanto quanto no RDR2, tanto pelas animações serem mais ágeis quanto pelo jogo ser bem mais curto) e os puzzles serem fracos (especialmente os dos cofres, tem um ou outro que é bem utilizado como ele fala, mas a maioria é só ler a combinação em alguma carta).
    O looting do jogo não me incomodou pq eu joguei no survivor e isso deixa os recursos bem escassos, então toda vez que eu achava uma mísera bala depois de abrir 5 gavetas diferentes que estavam vazias era como se eu tivesse achado um item especial em algum RPG ou coisa do tipo. Nas dificuldades menores em que os recursos são mais abundantes creio que fique meio massante sair vasculhando tudo mesmo.
    Ou cê viu um vídeo diferente ou não entendeu muito bem.

    Ele diz que justamente o problema é que o gameplay é totalmente subaproveitado, que até um jogo de 2004 fazia coisas melhores. Ele diz que não tem tanto problema isso se o resto da "pizza" (no exemplo dele) for boa, como em Tlous1, mas Tlous 2 tem só 3 horas de gameplay e é o dobro de tamanho do primeiro jogo.

    Talvez você pense assim por já estar totalmente acostumado com esse tipo de jogo e o estilo meio Sony-like de fazer jogos.

     Deep Lying Playmaker
  •  6867 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Post perfeito do @songohan2

    Esse vídeo explica um monte de tendências questionáveis dos jogos atualmente

    E o outro vídeo do Jackey, a respeito de RDR2, complementa muito bem o vídeo acima, falando mal daí dos open worlds genéricos de hoje em dia

    Youtuber monstro. Pena que posta pouco
    Reloaded  isso

     songohan2
  •  26563 posts
  •  

    Avatar do usuário

    E por gameplay, entenda "encounters"

    E o problema não é ser 3h de gameplay, até pq ele já conhecia o jogo, pra um first timer deve ser bem maior esse tempo. O problema que ele quer dizer é em relação ao pacing e proporção mesmo ao restante da experiência.

     DAC
  •  17617 posts
  •  

    Avatar do usuário

    songohan2 escreveu:
    DAC escreveu: Terminei aqui e de fato ele foca bem pouco no gameplay em si. Eu concordo com alguns pontos que ele coloca na parte 3 do video, como o excesso de animações (embora nesse jogo não tenha me irritado tanto quanto no RDR2, tanto pelas animações serem mais ágeis quanto pelo jogo ser bem mais curto) e os puzzles serem fracos (especialmente os dos cofres, tem um ou outro que é bem utilizado como ele fala, mas a maioria é só ler a combinação em alguma carta).
    O looting do jogo não me incomodou pq eu joguei no survivor e isso deixa os recursos bem escassos, então toda vez que eu achava uma mísera bala depois de abrir 5 gavetas diferentes que estavam vazias era como se eu tivesse achado um item especial em algum RPG ou coisa do tipo. Nas dificuldades menores em que os recursos são mais abundantes creio que fique meio massante sair vasculhando tudo mesmo.
    Ou cê viu um vídeo diferente ou não entendeu muito bem.

    Ele diz que justamente o problema é que o gameplay é totalmente subaproveitado, que até um jogo de 2004 fazia coisas melhores. Ele diz que não tem tanto problema isso se o resto da "pizza" (no exemplo dele) for boa, como em Tlous1, mas Tlous 2 tem só 3 horas de gameplay e é o dobro de tamanho do primeiro jogo.

    Talvez você pense assim por já estar totalmente acostumado com esse tipo de jogo e o estilo meio Sony-like de fazer jogos.
    Não é exatamente 3 horas de gameplay, os encounters são as partes com combate. Tem mais gameplay além disso, tem puzzle, exploração e etc.

    Essa questão de ser "sony-like" é um bom ponto. Só não gosto dessa nomenclatura pq nem todos os jogos da Sony são assim, e muitas outras empresas fazem isso. Acho que um termo melhor seria "jogo com enfase em narrativa".

    Vou ter que dar uma saidinha agora, então daqui a pouco posto mais a fundo sobre o tema.

     Deep Lying Playmaker
  •  6867 posts
  •  

    Avatar do usuário

    O mais incômodo é como o tema ciclo de violência/antiviolência pregado pelo jogo tá completamente descolado do gameplay

    O final do jogo é uma grande porcaria por causa disso. O vídeo aborda muito bem essa parte

     songohan2
  •  26563 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Mas ele mostra os puzzles lá, é achar um monte de papel e abrir cofres, por exemplo :lol:

    Imagina se o jogo tivesse mais foco na física da corda, carai, seria animal. Usar ela como sobrevivência, traps. Elevaria muito o jogo com uma coisa simples (na verdade, bem complexa, só digo que é simples pq OS CARAS JÁ BOTARAM AS MECÂNICAS DA CORDA no jogo e não usam :lol: )

    Ele comenta tudo isso. E eu nem tô falando que o jogo é ruim, o primeiro mesmo parece muito bom. Uncharted também parece bom pelo o que é proposto - embora eu tenha quase nenhuma vontade de jogar a série, justamente pelos pontos que ele levanta no vídeo sobre os jogos da ND. Mas não vou dizer que o jogo é ruim....só é uma experiência que eu pessoalmente não curto.

    Eu gosto mais de gameplay ou pouca enrolação, ou se for enrolado, que seja bem feito ou entremeado de mecânicas (tipo um Witcher 3). Só que gosto de Phoenix Wright, por exemplo, que o gameplay é só clicar na tela. Mas aí é o que ele disse, "a pizza" é outro esquema, é fazer os personagens e trama te puxarem, mas de forma honesta - pelo menos é assim que eu sinto jogando um visual novel tipo PW.

    Uncharted também deve puxar pelos personagens e trama, mas eu não sinto um gameplay honesto. Você tem que escalar uma puta montanha, o personagem fica fingindo que tá caindo e vc na realidade só tá com o stick pra cima. Acho meio estranho isso. Não acho que o jogo seja ruim por conta disso- gosto de frisar isso, não quero cagar regra - tem seu público. O problema é quando o público só joga isso e exalta isso como se fosse ápice do gameplay ou experiência de jogo, aí já acho meio estranho.

     DAC
  •  17617 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Deep Lying Playmaker escreveu: O mais incômodo é como o tema ciclo de violência/antiviolência pregado pelo jogo tá completamente descolado do gameplay

    O final do jogo é uma grande porcaria por causa disso. O vídeo aborda muito bem essa parte
    Eu discordo completamente, mas beleza. Não quero entrar no mérito da história aqui pq já cansei de discutir isso nesse tópico, se quiser ver o que eu acho volte algumas páginas e procure meus posts.

     DAC
  •  17617 posts
  •  

    Avatar do usuário

    songohan2 escreveu: Mas ele mostra os puzzles lá, é achar um monte de papel e abrir cofres, por exemplo :lol:

    Imagina se o jogo tivesse mais foco na física da corda, carai, seria animal. Usar ela como sobrevivência, traps. Elevaria muito o jogo com uma coisa simples (na verdade, bem complexa, só digo que é simples pq OS CARAS JÁ BOTARAM AS MECÂNICAS DA CORDA no jogo e não usam :lol: )

    Ele comenta tudo isso. E eu nem tô falando que o jogo é ruim, o primeiro mesmo parece muito bom. Uncharted também parece bom pelo o que é proposto - embora eu tenha quase nenhuma vontade de jogar a série, justamente pelos pontos que ele levanta no vídeo sobre os jogos da ND. Mas não vou dizer que o jogo é ruim....só é uma experiência que eu pessoalmente não curto.

    Eu gosto mais de gameplay ou pouca enrolação, ou se for enrolado, que seja bem feito ou entremeado de mecânicas (tipo um Witcher 3). Só que gosto de Phoenix Wright, por exemplo, que o gameplay é só clicar na tela. Mas aí é o que ele disse, "a pizza" é outro esquema, é fazer os personagens e trama te puxarem, mas de forma honesta - pelo menos é assim que eu sinto jogando um visual novel tipo PW.

    Uncharted também deve puxar pelos personagens e trama, mas eu não sinto um gameplay honest. Você tem que escalar uma puta montanha, o personagem fica fingindo que tá caindo e vc na realidade só tá com o stick pra cima. Acho meio estranho isso.
    Eu inclusive falei mal desses puzzles do cofre no meu outro post :lol:
    Tem alguns que são bem feitos, que as cartas te dão algumas pistas do código e você tem que procurar a resposta no cenário, mas a maioria é ruim mesmo. E as cordas são utilizadas sim como puzzle, só não são tão frequentes. Acho que eles deram uma diminuída nesses environmental puzzles pq os do primeiro foram bem criticados (e com razão até, ficar carregando escada e pallet enchia um pouco do saco).

    Em relação a Uncharted eu acho a crítica justa sim, o gameplay é bem simplório e on rails, mas não acho que isso se aplique a TLOU, especialmente o 2. O jogo tem inúmeras mecânicas diferentes que afetam o gameplay e um level design que te permite diversas abordagens. Eu nem acho que a série tenha o melhor gameplay da história dos jogos, e nem nunca defendi isso aqui no forum, só acho que muitas das críticas que vejo postarem aqui não são justificadas.

     Mortal Kombat
  •  23422 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Quando eu não estava com muita paciência para procurar as dicas pelo cenário eu metia o HT máximo e abria o cofre só ouvindo o barulho.

     DAC
  •  17617 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Mortal Kombat escreveu: Quando eu não estava com muita paciência para procurar as dicas pelo cenário eu metia o HT máximo e abria o cofre só ouvindo o barulho.
    Ia citar isso no post e esqueci, esse é um detalhe bem legal dos cofres.

     E2EK1EL
  •  14167 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Eu concordo que o gameplay de tlous2 foi subaproveitado, poderia sim ter mais opções e mais horas de combate.

    Tem muita conversa, muito tempo o personagem andando devagar, o puzzle do cofre é legal, mas depois do terceiro enxe o saco mesmo.

    Mas é um jogo narrativo, dá pra entender, em 2020 não dá pra fazer um jogo 100% gameplay sem ter enredo nenhum, ainda mais em um AAA sendo a segunda parte de um jogo que ganhou tantos prêmios como tlous1.

    Mas mesmo o gameplay no combate ser sub-aproveitado, quando os "encounters" pega pra valer mesmo, é o melhor da gen fácil. Nada se compara ou mesmo chega perto.

    Pega aquele primeiro encontro com o Cachorro, é surreal de tão perfeito aquele gameplay, já joguei varias vezes essa parte de vários modos diferentes.

    Por isso estou ansioso com o multiplayer, pode pegar esse gameplay fantastico e colocar 8x8 nego pra se enfrentar.

    Enviado de meu M2003J15SC usando o Tapatalk

    DAC  isso

     DAC
  •  17617 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Só pra exemplificar esse post do ezekiel, a mesma parte jogada de diferentes maneiras:





    • 1
    • 133
    • 134
    • 135
    • 136
    • 137
    • 140

    MENSAGENS RECENTES

    https://twitter.com/NegraLiOficial/status/13208553[…]

    excelente a 3070, mas confesso que eu ainda espera[…]



    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012