O seu lugar para falar asneiras e discutir assuntos variados

  • 1
  • 546
  • 547
  • 548
  • 549
  • 550
  • 552

 .Kiko.
  •  35277 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Sudit escreveu: Mas vai ter investimento para CGI nisso?
    Pq se até com o investimento do filme pra cinema foi aquela bosta, imagina só para essa versão quase que amadora?

    A versão do cinema é feia pq o filme teve cerca de 80% das cenas dirigidas pelo Joss Whedon, que filmou literalmente no semestre anterior ao lançamento do filme nos cinemas, então na pós-produção a parte de CGi ficou claramente incompleta.

    Eu suponho que uma boa parte da versão do Snyder já tenha sim completado todo o processo de VFX e tal, sendo que esses 20/30 milhões são justamente pra completar as cenas que ainda necessitam de retoques.

    Snyder sempre foi cuidadoso com o visual de seus filmes, não vai ser justamente nesse que ele vai vacilar neste sentido.

     Wukong SSJ
  •  4027 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Tigass escreveu:
    Wukong SSJ escreveu:
    Tigass escreveu: Quanto analista de mercado e financeiro aqui, abre o olho, Warner
    Quanto expert em manjar os outros, abre o olho, Pablo Vittar
    Pablo Vittar não tem 3 semestre de manjação de rola na USP como eu tenho de custos de produção audiovisual, abraços!
    Quando tu tiver duas empresas me responde de volta, gado :lol:

     Tigass
  •  18780 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Wukong SSJ escreveu:
    Tigass escreveu:
    Wukong SSJ escreveu:
    Tigass escreveu: Quanto analista de mercado e financeiro aqui, abre o olho, Warner
    Quanto expert em manjar os outros, abre o olho, Pablo Vittar
    Pablo Vittar não tem 3 semestre de manjação de rola na USP como eu tenho de custos de produção audiovisual, abraços!
    Quando tu tiver duas empresas me responde de volta, gado :lol:
    Fechado!

     .Kiko.
  •  35277 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Kar  isso

     .Kiko.
  •  35277 posts
  •  

    Avatar do usuário




    @Kar e @Tigass vão ver 3 vezes. ;)
    Kar  isso

     .Kiko.
  •  35277 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Por que o Universo Animado DC foi a melhor coisa que a editora fez fora das HQs

    Franquia encerrada por Justice League Dark: Apokolips War tem muito a ensinar a outras séries cinematográficas, inclusive ao MCU

    GABRIEL AVILA E NICOLAOS GARÓFALO


    Uma das duas maiores editoras de quadrinhos do mundo, a DC também se tornou símbolo de animações de super-herói. Na década de 1940, um curta do Superman produzido pelo Fleischer Studios concorreu ao Oscar de melhor animação. Já nos anos 1970, os principais personagens da editora estrelaram o icônico desenho Super Amigos, produzido pela Hanna-Barbera, que foi sucesso mundial. Ainda assim, o boom da editora no mundo dos desenhos animados veio mesmo entre os anos 1990 e começo dos anos 2000, com a produção de séries como Batman: A Série Animada, Liga da Justiça, Super Choque, Superman: A Série Animada e Os Jovens Titãs. Cada um à sua maneira, os programas foram responsáveis por apresentar uma nova geração aos maiores heróis do mundo.

    Com o passar do tempo, o avanço da rival Marvel e seu universo compartilhado de filmes live-action inspirou a DC a investir em uma empreitada similar. Em 2013, enquanto o longa O Homem de Aço dava início ao Universo Estendido DC, a editora lançou, com relativa discrição, Liga da Justiça: Ponto de Ignição, longa animado inspirado no arco de mesmo nome que originou o retcon (reformulação do cânone) Novos 52.

    Extremamente bem recebida pela crítica, a animação deu origem a um universo completamente diferente do que os fãs estavam acostumados na década anterior. Sem as amarras da censura televisiva, os primeiros longas do Universo de Filmes Animados DC (DCAMU, em inglês) se aproximaram da violência mostrada nas HQs, sem necessariamente restringir o público a maiores de 18 anos.

    Diferentemente das adaptações live-action cinzentas comandadas, na época, por Zack Snyder, os filmes do DCAMU não se opunham ao tom das histórias das HQs. Muito pelo contrário: mesmo as poucas produções de censura 18 anos mantiveram a visão colorida e divertida dos quadrinhos e nunca descaracterizaram seus principais personagens.

    A maior prova de que as animações souberam mesclar os quadrinhos com sua própria linguagem está na forma como adaptaram eventos e personagens específicos. Ideias que vão desde a morte do Superman, até um Batman mais violento que o normal ganharam uma abordagem mais interessada em estudar seus heróis e vilões do que meramente chocar, ao contrário dos primeiros filmes do DCEU.

    Essa dissonância dos longas live-action, no entanto, não necessariamente aproxima as animações da DC ao MCU, objeto de comparação constantemente usado por críticos e fãs. Fugindo da armadilha da franquia comandada por Kevin Feige, a Warner permitiu que cada longa existisse dentro de sua própria “bolha”, criando um leque relativamente heterogêneo de produções que, mesmo conectadas, são bem diferentes entre si e apelam para públicos diferentes.

    O Filho do Batman (2014), por exemplo, incorpora muitos dos elementos mais sombrios das HQs do Cavaleiro das Trevas, mantendo sua classificação indicativa para os 12 anos. Já Esquadrão Suicida: Acerto de Contas atinge um demográfico completamente diferente: visando o público adulto, a animação é muito mais violenta e ágil que qualquer longa do Homem Morcego na franquia. Essas diferenças ampliam o público consumidor dessas histórias e, consequentemente, da marca da DC.

    Outro atrativo dos longas animados da editora é seu ótimo elenco de voz. Tara Strong, Sean Astin, Jason O’Mara, Nathan Fillion, Rosario Dawson, Matt Ryan e Jerry O’Connel simplesmente dominam seus personagens, cujas interpretações nas séries dos anos 2000 era vista como intocável. Mesmo nos lançamentos medianos da franquia, como O Trono de Atlântis (2015), o trabalho dos dubladores foi extremamente elogiado.

    O universo cinematográfico mais ousado da atualidade

    Há também uma valorização de propriedades consideradas menores por parte público. Nos últimos sete anos, Constantine, Batwoman, Titãs, Exterminador e Lanterna Verde ganharam um espaço que, nos cinemas, parece reservado à tríade Batman, Mulher-Maravilha e Superman. Shazam! e Aquaman, embora tenham seus longas solo, têm a rara oportunidade de brilhar ao lado da Liga da Justiça.

    Até mesmo os vilões do DCAMU se sobressaem. Já contando com a presença de clássicos como Coringa, Darkseid e Lex Luthor, o universo animado se beneficiou com as presenças de Garra, Superman Ciborgue, Trigon, Terra e Felix Fausto, antagonistas de destaque nas HQs. Ao contrário do que acontece nos cinemas, os vilões animados eram reaproveitados com frequência e criatividade pelas equipes por trás das animações.

    Chegando ao fim com Justice League: Apokolips War, lançado em maio nos Estados Unidos, o Universo Animado de Filmes DC deixa um importante legado para fãs de quadrinhos. Bem construído, sua versatilidade deveria ser exemplo para os arquitetos do MCU, enquanto mostra às mentes do DCEU que fidelidade às HQs não impede a criação de um conteúdo maduro.

    De fato esse DCAMU ficou muito bom.

    16 filmes ao longo de 7 anos, alguns melhores do que outros, mas mesmo assim bem construído de uma forma geral.

    Warner podia tirar uma lições para os seus filmes live action.

     Wukong SSJ
  •  4027 posts
  •  

    Avatar do usuário

    O Universo DC animado não pode servir como exemplo pra Warner. Ele é bom, alguns filmes são ótimos como Ponto de Ignição e Apokolips War. Mas não funcionaria nos cinemas.

    A violência tem que ser amenizada, pois o filme precisa ser visto pelo público mais jovem e precisa vender marcas, brinquedos, etc.
    A própria história da animação, como Apokolips War, não é algo possível. Muitos heróis em tela? Difícil, Ultimato conseguiu mas deixou vários heróis com pouco tempo de tela. Batalha grandiosa? Custosa produção, altos custos e afins. Temática espacial? Altos custos.
    Precisa ter bastante ação nos filmes, é o que o "povão" gosta de ver, então a história dificilmente será tão complexa e trabalhada.
    Fora todas as outras dificuldades de adaptar pro cinema.

    Porém a Marvel devia tomar como exemplo o Universo Animado da DC, que tá indo numa crescente boa.

     .Kiko.
  •  35277 posts
  •  

    Avatar do usuário




    #VirouBagunça :xis:

     Headshrinker
  •  16433 posts
  •  

    Avatar do usuário

    A DC sempre mandou bem nas animações, aquele desenho do Superman dos anos 40 impressiona ate hoje.

    Imagem
    Imagem
    Imagem
    Imagem
    Imagem
    Imagem
    Bom Nick, Belic  isso

     .Kiko.
  •  35277 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Algumas infos adicionais do Snyder Cut:

    - Zack Snyder talvez lance um trailer em breve dessa versão

    - Caçador de Marte deve aparecer(é o General Swanwick de Man of Steel)

    - Darkseid deve aparecer, como planejado

    - A cena pós-crédito, se tiver, deve ser a original do Deathstroke e não aquela q o Whedon colocou no filme dele

    Apesar de ter liberado entre US$ 20 e 30 milhões para que Zack Snyder termine sua versão de Liga da Justiça, a HBO Max não permitiu que o diretor comandasse filmagens adicionais do filme. Segundo Umberto Gonzalez, jornalista do TheWrap, o orçamento designado pela plataforma deve ser designando para efeitos visuais e gravação de vozes para diálogos adicionais, além da trilha sonora.

    “Não haverá nenhum tipo de refilmagem com nenhum ator [para o Snyder Cut]”, disse Gonzalez no podcast oficial do veículo. “Snyder queria filmar e pretendia rodar fotografia adicional, mas a HBO Max disse ‘não, não vai acontecer. Vamos dar dinheiro para pós-produção, efeitos visuais, trilha sonora e até ADR [“reposição automática de diálogo”, em inglês] mas sem nenhuma refilmagem nesse longa”.

    Mas andei apurando que essa notícia acima talvez não seja verdadeira, pois parece que um ator que interpretou um rei dos homens (naquela cena flashback em que teve aquela guerra imensa por conta das caixas maternas) disse no twitter que foi chamado para gravar novas cenas.

    Nada confirmado, mas pelo visto pode sim ter algumas cenas novas gravadas para o Snyder Cut.
    Kar, Alric  isso

     Wukong SSJ
  •  4027 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Daí o Snyder Cut é ruim

    "Precisamos da versão com as refilmagens do Snyder. #liberemasrefilmagens"

     Alric
  •  8211 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Wukong SSJ escreveu: Daí o Snyder Cut é ruim

    "Precisamos da versão com as refilmagens do Snyder. #liberemasrefilmagens"
    A favor
    Quanto + Snyder Universe, melhor :gamado:
    Wukong SSJ  isso

     overday
  •  19926 posts
  •  

    Avatar do usuário

    A Warner vai conseguir ganhar dinheiro duas vezes com um único filme merda :lol:
    ruud  isso

     Sudit
  •  45176 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Eu aposto que irá é perder dinheiro.

     Wukong SSJ
  •  4027 posts
  •  

    Avatar do usuário

    IHHHHH, O SNYDER CUT TÁ VINDO AÍ
    E MUITO CONTEÚDO ELE VAI GANHAAAAAAAAAR
    GUERRA INFINITA É O CARALEO
    NUNCA FOI FEITO PRA MENTE COMPLEXAR

    Snyder Cut será o masterpiece da mente complexa, algo que o filme do Coringa não alcançou. Aguardem. :rock:

     Sudit
  •  45176 posts
  •  

    Avatar do usuário

    já pensou se a moda pega, e a diney resolver relançar o ultimo star wars dessa forma em formato de seriado? Já que o filme foi uma porcaria e deve ter tido umas 20 horas de gravação cortadas.
    • 1
    • 546
    • 547
    • 548
    • 549
    • 550
    • 552

    MENSAGENS RECENTES

    Vcs mesmo compravam vários jogadores que […]

    Judiciário e RIU.

    o que seria dos politicos sem inauguraç&oti[…]

    o que eu achei que seria a maior bosta foi justame[…]



    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012