O seu lugar para falar asneiras e discutir assuntos variados

  • 1
  • 1008
  • 1009
  • 1010
  • 1011
  • 1012
  • 1024

 4718
  •  2082 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Doença do caralho.
    Vai acabar de vez com os empregos

    Só na avenida Jabaquara fecharam 6 comércios grandes.

     Reloaded
  •  5476 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Turin escreveu: Sobre a segunda onda na Europa, fica claro que o lockdown funciona, e muito.

    Os casos caíram lá em abril/maio com os lockdowns. Os países ganharam 6/7 meses de tranquilidade com os casos controlados.

    O problema é que não foi o suficiente para dar tempo de uma vacina ou cura garantida. Porém, pelos dados atuais, o número de contaminados agora é muito maior do que em março, mas o número de mortos é muuito menor. Isso significa que o lockdown salvou milhares de vidas entre maio e outubro e, também graças ao lockdown, houve tempo para forte evolução nos tratamentos e preparação para a segunda onda, o que está salvando mais milhares de vidas hoje.

    Não que seja a solução ideal, mas ainda parece ser a solução ótima, pelo menos para os países europeus/de primeiro mundo.
    de longe a melhor solucao, fecha tudo 3 semanas pra sumir com o virus, depois vai voltando ao normal, os caras tiveram uns 5 meses `tranquilos` lá

    aqui ta esse inferno desde maio

    aqui na cidade os casos estavam caindo, essa semana voltou a disparar. terra do diabo

     Turin
  •  19533 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Ebraim escreveu:
    Turin escreveu: Sobre a segunda onda na Europa, fica claro que o lockdown funciona, e muito.

    Os casos caíram lá em abril/maio com os lockdowns. Os países ganharam 6/7 meses de tranquilidade com os casos controlados.

    O problema é que não foi o suficiente para dar tempo de uma vacina ou cura garantida. Porém, pelos dados atuais, o número de contaminados agora é muito maior do que em março, mas o número de mortos é muuito menor. Isso significa que o lockdown salvou milhares de vidas entre maio e outubro e, também graças ao lockdown, houve tempo para forte evolução nos tratamentos e preparação para a segunda onda, o que está salvando mais milhares de vidas hoje.

    Não que seja a solução ideal, mas ainda parece ser a solução ótima, pelo menos para os países europeus/de primeiro mundo.
    Qual foi essa evolução no tratamento?
    O que estao fazendo/usando agora que não foi feito na primeira onda?
    O que exatamente eu não sei, mas foi o que ouvi de um especialista no JN 8-)

    De qualquer forma, é bem lógico supor que houve evolução. Imagina que em março os caras estavam testando tudo que é remédio. Até remédio pra malária os caras tacavam nos pacientes na esperança de ver efeito.
    Naturalmente hoje já há uma experiência, literatura e estudos que dão um embasamento para decisões mais eficientes pelos médicos.
    Mortal Kombat escreveu: E o número de contaminados agora é maior simplesmente por que os países estão testando bem mais do que na primeira onda.
    Com certeza é um fator muito importante e que influencia, porém a diferença é discrepante demais para ser uma explicação única:

    "Os franceses, com 52.010 contaminados na última segunda-feira, 26 – um recorde do continente e quase oito vezes mais do que a maior marca do país durante o pico –, ainda não chegaram chegaram aos 300 óbitos em um dia nessa segunda fase de forte contaminação. No dia 4 de abril, a França teve seu maior número de vítimas: 2.007."

    Leia mais em: https://veja.abril.com.br/saude/covid-1 ... na-europa/

    Se bem que hoje já foi pra 523 na França. Os números de óbitos podem estar ainda represados.

    Enfim, vamos ver na sequência, mas, por enquanto, o número de casos é gritantemente maior do que em março

     Rlim
  •  18259 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Turin escreveu:
    Ebraim escreveu:
    Turin escreveu: Sobre a segunda onda na Europa, fica claro que o lockdown funciona, e muito.

    Os casos caíram lá em abril/maio com os lockdowns. Os países ganharam 6/7 meses de tranquilidade com os casos controlados.

    O problema é que não foi o suficiente para dar tempo de uma vacina ou cura garantida. Porém, pelos dados atuais, o número de contaminados agora é muito maior do que em março, mas o número de mortos é muuito menor. Isso significa que o lockdown salvou milhares de vidas entre maio e outubro e, também graças ao lockdown, houve tempo para forte evolução nos tratamentos e preparação para a segunda onda, o que está salvando mais milhares de vidas hoje.

    Não que seja a solução ideal, mas ainda parece ser a solução ótima, pelo menos para os países europeus/de primeiro mundo.
    Qual foi essa evolução no tratamento?
    O que estao fazendo/usando agora que não foi feito na primeira onda?
    O que exatamente eu não sei, mas foi o que ouvi de um especialista no JN 8-)

    De qualquer forma, é bem lógico supor que houve evolução. Imagina que em março os caras estavam testando tudo que é remédio. Até remédio pra malária os caras tacavam nos pacientes na esperança de ver efeito.
    Naturalmente hoje já há uma experiência, literatura e estudos que dão um embasamento para decisões mais eficientes pelos médicos.
    Mortal Kombat escreveu: E o número de contaminados agora é maior simplesmente por que os países estão testando bem mais do que na primeira onda.
    Com certeza é um fator muito importante e que influencia, porém a diferença é discrepante demais para ser uma explicação única:

    "Os franceses, com 52.010 contaminados na última segunda-feira, 26 – um recorde do continente e quase oito vezes mais do que a maior marca do país durante o pico –, ainda não chegaram chegaram aos 300 óbitos em um dia nessa segunda fase de forte contaminação. No dia 4 de abril, a França teve seu maior número de vítimas: 2.007."

    Leia mais em: https://veja.abril.com.br/saude/covid-1 ... na-europa/

    Se bem que hoje já foi pra 523 na França. Os números de óbitos podem estar ainda represados.

    Enfim, vamos ver na sequência, mas, por enquanto, o número de casos é gritantemente maior do que em março
    Eu acho que deve ter também a questão testes.

    Hoje devem haver muito, mas muito mais testes disponíveis do que havia lá no começo da pandemia. Portanto eles conseguem testar muito mais. Dai o número bem mais alto de contaminados.

     Mortal Kombat
  •  23673 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Touro Mecânico escreveu:
    Mortal Kombat escreveu: O negócio não tá tão simples assim na Europa não.

    Polônia - 236
    França - 523
    Espanha - 267
    Uk - 367
    Itália - 221

    Por sinal os Italianos tão tocando o terror justamente por que estão falando em novo lockdown. Outra coisa é que pela primeira vez o mundo ultrapassou a marca de 500 mil casos diários.

    E o número de contaminados agora é maior simplesmente por que os países estão testando bem mais do que na primeira onda.
    Na Globo deu que eram neofascistas que estavam fazendo protesto contra o lockdown, não o povo italiano em geral.
    Foi sim, pode acreditar ;)

     Puro Figo
  •  159 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Touro Mecânico escreveu: Na Globo deu que eram neofascistas que estavam fazendo protesto contra o lockdown, não o povo italiano em geral.
    Não existe nenhum "movimento neofascista" acontecendo, então a Globo só pode estar delirando.

    E eu na verdade sou a favor do lockdown pra Europa. A situação claramente está exigindo. Mas é a população em geral de lá que não tem paciência e não está querendo um novo lockdown. Bem, eles que se danem então.

     Maltez
  •  15675 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Uma tia de meu pai (já nos seus quase 90 anos), a filha, o filho e a esposa do filho pegaram corona logo no inicio (a filha é médica). Essa semana todos os 4 começaram a sentir sintomas de novo, só que de maneira mais potente (perda de olfato, tontura, dor de cabeça, diarreia, febre e tal). Suspeita-se de uma cepa diferente ou algo do tipo. Covid veio pra ficar, em minha opinião. Mais uma doença sazonal pra coleção.

     Chinelada na Bixarada
  •  13776 posts
  •  

    Avatar do usuário

    4718 escreveu: Doença do caralho.
    Vai acabar de vez com os empregos

    Só na avenida Jabaquara fecharam 6 comércios grandes.

    A conta do #fiqueemcasa chegou, que pelo menos fique a lição para os erros não serem repetidos, segunda onda é meu piru.
    4718  isso

     Touro Mecânico
  •  10444 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Segunda onda chegou nos EUA

     Alric
  •  9073 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Pelo visto não vamo escapar dessa merda de segunda onda :|

     Reloaded
  •  5476 posts
  •  

    Avatar do usuário

    aqui na cidade mal teve tregua

    essa semana foi a semana q mais teve casos desde q comecou essa merda

    e ta tudo tranquilo, autoridades n dao um pio, td mundo na rua sem máscara

     Touro Mecânico
  •  10444 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Alric escreveu: Pelo visto não vamo escapar dessa merda de segunda onda :|
    mal saímos da primeira :lol:

     Mortal Kombat
  •  23673 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Segunda onda :lol: , isso já é no mínimo a terceira onda nos EUA.

     Palmito
  •  12993 posts
  •  

    Avatar do usuário

    CHINA firme nos 4 mil óbitos

    E o mundo na segunda onda :lol: :lol:

    O problema é o povo nao usar a máscara direito sim

     Clone
  •  21905 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Sei lá, hoje em dia eu já não duvido mais tanto da falta de novos casdos na China.
    Principalmente pq lá é uma ditadura, o governo pode fazer o q quiser, coisas como essa, por exemplo, testar 4 milhões de pessoas por um único caso
    https://g1.globo.com/bemestar/coronavir ... d-19.ghtml

    Agora, o número inicial na China, provavelmente foi camuflado sim. Mas depois eles usaram todos os "benefícios" de uma ditadura pra suprimir o vírus por completo.

    Em relação a menor número de mortes na Europa, nem ando acompanhando, mas lembro q o principal problema, no início, em países como Itália, França e Espanha era a falta de UTIs pra atender uma população com muitos idosos.
    Tanto q na Alemanha, q não teve esse problema, não houve tantas mortes, inclusive alguns franceses estavam sendo atendidos lá.
    https://www.istoedinheiro.com.br/estado ... da-franca/

     Touro Mecânico
  •  10444 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Genocida filho da puta propagando fake news de zap :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper:

     .Kiko.
  •  36055 posts
  •  

    Avatar do usuário



     Explorador
  •  2492 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Europeus tentando fazer o trump perder as eleições e tentando pegar voto dos imbecis

    Não existe a mínima lógica nisso. Vai conta o oms e a comunidade científica mundial.
    Editado pela última vez por Explorador em 31/10/2020, 17:03, em um total de 1 vez.

     Explorador
  •  2492 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Turin escreveu:
    Ebraim escreveu:
    Turin escreveu: Sobre a segunda onda na Europa, fica claro que o lockdown funciona, e muito.

    Os casos caíram lá em abril/maio com os lockdowns. Os países ganharam 6/7 meses de tranquilidade com os casos controlados.

    O problema é que não foi o suficiente para dar tempo de uma vacina ou cura garantida. Porém, pelos dados atuais, o número de contaminados agora é muito maior do que em março, mas o número de mortos é muuito menor. Isso significa que o lockdown salvou milhares de vidas entre maio e outubro e, também graças ao lockdown, houve tempo para forte evolução nos tratamentos e preparação para a segunda onda, o que está salvando mais milhares de vidas hoje.

    Não que seja a solução ideal, mas ainda parece ser a solução ótima, pelo menos para os países europeus/de primeiro mundo.
    Qual foi essa evolução no tratamento?
    O que estao fazendo/usando agora que não foi feito na primeira onda?
    O que exatamente eu não sei, mas foi o que ouvi de um especialista no JN 8-)

    De qualquer forma, é bem lógico supor que houve evolução. Imagina que em março os caras estavam testando tudo que é remédio. Até remédio pra malária os caras tacavam nos pacientes na esperança de ver efeito.
    Naturalmente hoje já há uma experiência, literatura e estudos que dão um embasamento para decisões mais eficientes pelos médicos.
    Mortal Kombat escreveu: E o número de contaminados agora é maior simplesmente por que os países estão testando bem mais do que na primeira onda.
    Com certeza é um fator muito importante e que influencia, porém a diferença é discrepante demais para ser uma explicação única:

    "Os franceses, com 52.010 contaminados na última segunda-feira, 26 – um recorde do continente e quase oito vezes mais do que a maior marca do país durante o pico –, ainda não chegaram chegaram aos 300 óbitos em um dia nessa segunda fase de forte contaminação. No dia 4 de abril, a França teve seu maior número de vítimas: 2.007."

    Leia mais em: https://veja.abril.com.br/saude/covid-1 ... na-europa/

    Se bem que hoje já foi pra 523 na França. Os números de óbitos podem estar ainda represados.

    Enfim, vamos ver na sequência, mas, por enquanto, o número de casos é gritantemente maior do que em março
    Vc está errado, o "especialista" está errado.

    a proporção menor de mortos se dá mt mais pelo reconhecimento melhor da doença aumentando e fazendo testagens mais eficientes.

    Não existe tratamento para covid19 É apenas suporte. Toda a comunidade científica sabe disso. Os corticoides dos casos graves já estão em uso logo depois do início e não mudam mt a mortalidade se é que mudam.
    • 1
    • 1008
    • 1009
    • 1010
    • 1011
    • 1012
    • 1024

    MENSAGENS RECENTES

    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012